Plano Safra 2020/21 reduz juros de financiamentos do Funcafé

Foto: Paulo Lanzetta/Embrapa

A partir de 1° de julho deste ano, as taxas de juros dos financiamentos do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) serão reduzidas.

Os valores das linhas de crédito destinadas ao custeio, comercialização e Financiamento para Aquisição de Café (FAC) para cooperativas passam de 7% para 6% ao ano.

Já os financiamentos de capital de giro e FAC para indústria e exportadores recua dos atuais 9,5%para 7,5%.

A alteração dos valores das taxas de juros faz parte do pacote de medidas do Plano Safra 2020/2021, anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro e pela ministra Tereza Cristina nessa quarta-feira 17, em Brasília. A norma está publicada na Resolução N° 4.827 do Banco Central.

Segundo Sílvio Farnese, diretor de Comercialização e Abastecimento, da Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a redução nas taxas de juros permitirá melhoria na rentabilidade financeira do setor, algo importante neste momento de colheita e comercialização.

“Desta forma, o cafeicultor terá facilidade de acesso ao crédito tanto para as despesas, nesta fase, como para facilitar o carregamento da produção ao longo do ano”, diz Farnese.

Do Mapa

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta