Maior demanda sustenta preços da mandioca, segundo o Cepea

Foto: Embrapa

Enquanto parte dos agricultores avança na colheita de lavouras remanescente de raízes com mais de um ciclo e meio, outros priorizam as atividades relacionadas ao plantio. Dessa forma, e também por considerarem pouco atrativos os atuais patamares de preços, muitos produtores postergaram as entregas.

No geral, houve aumento na oferta de mandioca em relação à semana passada, mas o volume ainda é considerado abaixo das expectativas, segundo agentes consultados pelo Cepea.

A demanda industrial, por sua vez, passou a dar sinais de aumento, uma vez que há expectativa de retomada do consumo, especialmente de fécula. A procura maior foi determinante para o aumento dos preços, que ocorreu na maioria das regiões.

De acordo com dados do Cepea, a média semanal a prazo para a tonelada de mandioca posta fecularia foi de R$ 321,96 (R$ 0,5599 por grama de amido), alta de 1% na comparação com o período anterior.

Do Cepea

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta