Plano Safra do Banco do Brasil tem R$ 103 bi à disposição dos produtores

No lançamento do Plano Safra, Banco do Brasil também anuncia aporte de recursos extras para o Moderfrota – Foto: Antonio Araújo/Mapa

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) participou nesta quarta-feira 1º do lançamento do Plano Safra do Banco do Brasil, que disponibilizou R$ 103 bilhões para o setor no ciclo 2020/21. Durante a cerimônia, o presidente do BB, Rubem Novaes, destacou a importância da cadeia do agronegócio para que o país possa enfrentar as adversidades impostas pela pandemia da covid-19.

Tereza Cristina lembrou que o Banco do Brasil é parceiro histórico e fundamental do governo no Plano Safra. “Quero agradecer ao presidente Rubem Novaes por dar continuidade a essa longa e frutífera parceria entre o Banco do Brasil e a agropecuária brasileira, vital para o desenvolvimento econômico do país.”

Ao citar os números gerais do Plano Safra 2020/21, lançado há duas semanas pelo governo, a ministra enfatizou que os recursos vão garantir a continuidade da produção no campo e o abastecimento de alimentos no país durante e após a pandemia do novo coronavírus.

“Por isso, a importância do crédito mais abundante e com juros mais baixos. Não tenho dúvidas de que a agropecuária brasileira vai fazer a diferença, gerando empregos e divisas para o nosso país”, assinalou.

Para a safra 2020/2021, que se iniciou nesta quarta-feira, foram destinados R$ 236,3 bilhões para apoiar a produção agropecuária, aumento de R$ 13,5 bilhões em relação ao plano anterior.

Tereza Cristina disse ainda que espera que os produtores tenham facilidade na contratação do crédito. “O Mapa conversou com muitas instituições para que este ano agilizem [a liberação dos financiamentos].” Isso, acrescentou, permitirá que os produtores façam compras melhores para o custeio e possam planejar de forma mais adequada quais linhas de financiamento pretendem acessar por meio do Plano Safra.

Apoio à agropecuária

O presidente do Banco do Brasil afirmou que os produtores rurais têm sido essenciais para que o país possa enfrentar as adversidades dos últimos meses. “Temos muito orgulho de apoiar a agropecuária brasileira, um setor que a cada dia, a cada safra, se supera, demonstrando pujança e protagonismo no cenário mundial. A força dos nossos produtores rurais é orgulho para todo o Brasil.”

Rubens salientou que, na safra 2019/2020, o BB aplicou um volume recorde de recursos para crédito, chegando a R$ 92,5 bilhões. “É o maior desembolso da história do Banco do Brasil em um Plano Safra.”

Plano Safra do BB

Dos R$ 103 bilhões disponibilizados pelo BB para o ciclo 202021, R$ 10,3 bi se destinam às agroindústrias e R$ 92,7 bilhões para o crédito rural: R$ 64,6 bilhões para financiar a safra da agricultura empresarial, R$ 14,4 bi para os médios produtores e R$ 13,7 bi para a agricultura familiar.

Ao apresentar os números do Plano Safra do BB, o vice-presidente de Agronegócios e Governo, João Rabelo, anunciou que a instituição destinará nesta safra um acréscimo de R$ 2,5 bi em recursos próprios para o Programa Moderfrota, que possibilita investimentos na modernização de tratores agrícolas e outros equipamentos.

“Achávamos que esse programa precisava de mais recursos. Por isso, conversamos com o Banco do Brasil, que se comprometeu em colocar mais recursos para essa linha, que é muito bem sucedida”, comemorou Tereza Cristina.

Taxas para os produtores

O BB vai operar com as taxas anunciadas no Plano Safra do Ministério da Agricultura. Pequenos produtores rurais, no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), terão juros que variam de 2,75% e 4% ao ano para custeio e comercialização.

Para os médios produtores rurais vinculados ao Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), as taxas de juros praticadas foram reduzidas para 5% ao ano – ante 6% na safra anterior. Para os grandes produtores, a taxa de juros será de 6% ao ano.

Rubens Rabelo assegurou também que o Banco do Brasil continuará investindo na parceria com o produtor rural. “Essa é a nossa razão de ser. Foi assim que o Banco do Brasil foi criado. Nós sabemos a importância do produtor rural para o país e para o povo brasileiro.”

Com informações do Mapa

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta