Amor à pátria: Empresários produtores de leite hasteiam bandeiras do Brasil nas fazendas

Foto: Divulgação

Da redação//AGROemDIA

O verde e amarelo começou a tomar conta das propriedades de produção leiteira país afora nestes dias que antecedem às comemorações do 7 de Setembro, Dia da Independência do Brasil. Empresários produtores de leite do Distrito Federal, de Goiás, de Mato Grosso do Sul, de Minas Gerais e do Rio Grande do Sul estão hasteando a bandeira nacional nas propriedades rurais, como forma de valorizar o patriotismo, a família e a religiosidade.

A ação é resultado da articulação de grupos como o Construindo Leite Brasil, o Inconfidência Leiteira e a Aliança e Ação, que reúnem milhares de empresários (as) produtores de leite nas mídias sociais e aplicativos de mensagens. A ideia é mostrar que os empresários produtores de leite se preocupam, ao mesmo tempo, em garantir um alimento saudável à população e também com os valores e princípios da pátria, da família e da religião.

A manifestação vai ao encontro das diretrizes do governo do presidente Bolsonaro, que valoriza o patriotismo, a família e a religião. Desde o início da gestão Bolsonaro, a cadeia leiteira tem procurado reforçar o diálogo com o governo, principalmente por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), para apresentar seus pleitos, a fim de que sejam adotadas políticas públicas que impulsionem o setor.

Com cerca de 1,2 milhão de propriedades e mais de 5 milhões de pessoas envolvidas na atividade, a cadeia entende que o hasteamento da bandeia também servirá para a chamar a atenção da sociedade, especialmente da área urbana, para a importância socioeconômica da produção de leite. O setor quer que os brasileiros saibam que o pecuarista leiteiro se preocupa em produzir leite saudável e de qualidade para ajudar a alimentar o país.

“Produção de leite é orgulho para o país”

“O Brasil é o terceiro maior produtor de leite do mundo e o alimento é o sexto de maior importância na cadeia do agronegócio. A produção de leite é motivo de orgulho para o país e isso desperta em nós um sentimento de patriotismo muito grande”, diz Cirlane Silva Ferreira, empresária produtora de leite no município de Palmeiras de Goiás, a 94 quilômetros de Goiânia, capital do estado.

“Embora estejamos vivendo um momento novo devido à pandemia de covid-19, continuamos firmes, tomando todas as medidas de precaução, não permitindo que a nossa produção seja afetada. A campanha é uma demonstração de que os empresários produtores de leite acreditam no Brasil”, pontua Cirlane, cuja propriedade produz aproximadamente mil litros de leite/dia.

Empresário produtor de leite em Anicuns, a 79 quilômetros de Goiânia, Thiago Rodrigues acrescenta: “Há 30 anos, o setor luta para conseguir melhorias e agora temos um governo que está sensível aos nossos problemas. Então, aproveitamos para ver se o país também volta a reverenciar a pátria e a família, porque nos últimos anos houve, igualmente, uma destruição dos valores éticos, morais, religiosos e patrióticos. Vivemos num país com muitos direitos, mas perdemos o civismo, o patriotismo.”

Segundo ele, o hasteamento da bandeira do Brasil nas fazendas se insere no esforço dos empresários produtores de leite de recuperar esses valores. “Queremos resgatar tudo isso, aproveitando que temos um presidente da República que é patriota, zela pela família e pelos bons costumes. E este período que antecede o Dia da Independência é o momento de buscarmos a essência do amor à pátria, à bandeira do Brasil e à família.”

Foto: Divulgação

Meio ambiente, trabalho e consumidores

Thiago avalia que a campanha contribuirá ainda para fazer com que a sociedade enxergue o produtor sem preconceito, principalmente em relação ao meio ambiente. “O pessoal da cidade precisa compreender que é o nosso agronegócio, incluindo o setor de lácteos, que carrega a economia da nação e que nós, além de patriotas, defendemos o meio ambiente. Aliás, 20% das nossas propriedades são destinadas a reservas de proteção ambiental, ou seja, para o bem coletivo. Qual outra atividade no mundo disponibiliza 20% do seu capital para toda a sociedade?”

Um dos coordenadores do Movimento Inconfidência Leiteira, o empresário produtor de leite Awilson Viana ressalta que a campanha de hasteamento da bandeira é uma oportunidade para mostrar à sociedade que o setor rural segue trabalhando, apesar da covid-19, para garantir alimentos de qualidade aos consumidores. “Queremos mostrar para o todo o Brasil e o planeta que em Minas Gerais a luta do empresário produtor de leite é diária, mesmo diante das adversidades da pandemia. Não há barreira insuperável para quem trabalha de forma honesta e digna e o produtor mineiro faz isso de modo exemplar. Nada resiste ao trabalho.”

Valorização dos produtos brasileiros

“Essa ação de hasteamento da bandeira é para a gente resgatar o patriotismo e valorizar aquilo que é produzido no Brasil, em detrimento de muitas coisas importadas nesta economia globalizada em que vivemos”, sublinha o empresário produtor de leite Leonel Fonseca, do Movimento Construindo Leite Brasil, coordenador da comissão de leite da Farsul e membro do Sindicato Rural de Pelotas (RS).

“Isso, às vezes, é bom para a grande maioria da população, porque pode comprar com preços bem inferiores, mas tem o outro lado, porque causa um desmonte na indústria, no comércio local e em vários outros ramos de atividade, incluindo a produção rural”, observa Leonel.

Por isso, o empresário produtor de leite de Pelotas vê a campanha como oportuna. “Temos que resgatar a dignidade do produtor e mostrar para a grande maioria da população que somos nacionalistas, amamos nossa pátria e que preservamos o meio ambiente. Nós geramos emprego e renda no campo e, muitas vezes, não somos reconhecidos. Então, precisamos valorizar a produção nacional.”

“Para os produtores de leite, por exemplo, quando o dólar sobe, é bom, mas também o outro lado, porque os custos de produção disparam e depois não voltam aos mesmos patamares. Então, queremos que a sociedade saiba disso e, paralelamente, buscamos resgatar a dignidade perdida ao longo de décadas, além de voltar a ter orgulho de ser brasileiro, porque, apesar de todos os desmontes, ainda conseguimos ser pujantes no setor primário.”

O empresário produtor Rafael Hermann, de Boa Vista do Cadeado (RS), afirma que a campanha de hasteamento da bandeira fortalecerá o patriotismo do setor, além do apoio ao governo Bolsonaro. “Essa ação representa o nosso patriotismo, o nosso comprometimento com a produção de alimentos, a nossa crença nos valores da família e o nosso respeito à religião. Somos patriotas, devotos a Deus e amamos nossas famílias.”

Reunião com o presidente Bolsonaro

Recentemente, os empresários produtores de leite Leonel Fonseca, Rafael Hermann e Joel Dalcin entregaram ao presidente Bolsonaro, durante sua visita a Bagé (RS), a pauta da base produtora do setor leiteiro. Eles esperam ter do governo alguma sinalização sobre o atendimento às reivindicações, como incentivos fiscais, previsibilidade de preço e de pagamento pelo leite entregue aos laticínios e representação da base produtora leiteira na Câmara Setorial do Leite e Derivados e no Comitê Técnico Consultivo do Leite, ambos coordenados pelo Mapa.

Empresário produtor de leite em Doutor Maurício Cardoso (RS) e um dos coordenadores do Movimento Construindo Leite Brasil, Joel Dalcin resume a importância da reunião com Bolsonaro: “Foi um momento único em que produtores de leite ficaram cara a cara conversando e explicando alguns pontos da atividade diretamente ao presidente Bolsonaro, que, com sua simplicidade e empatia, nos ouviu atentamente e interagiu conosco. Foi muito bom e esperamos colher frutos desse encontro.”

“Agradecemos imensamente ao presidente pela atenção. Isso fez fortalecer na gente o sentimento de patriotismo, principalmente porque nossa atividade nunca foi tratada como merecia. Não temos políticas públicas específicas que nos dê segurança, mas estamos à disposição para ajudar o governo a melhorar isso”, comenta Joel Dalcin,

“A partir de hoje”, salienta Joel Dalcin, “a bandeira é um símbolo de respeito que ficará hasteado em nossas propriedades, fortalecendo o compromisso do produtor de leite com a pátria, a família e a religiosidade. Somos guerreiros que não fogem da guerra. Trabalhamos de sol a sol para fornecer um dos mais ricos alimentos e isso nos enche de orgulho.”

 

 

 

 

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta