Com produção em alta, cotações dos ovos seguem em queda

Foto:Luiz Agner/Ag. IBGE Notícias

Dados da pesquisa de Produção de Ovos de Galinha feita pelo IBGE confirmam o cenário já relatado por colaboradores do Cepea: a disponibilidade de ovos está elevada no mercado interno, pressionando os valores pagos aos vendedores. Esse contexto, somado à demanda final enfraquecida – principalmente por conta da diminuição da renda dos brasileiros devido aos impactos econômicos causados pela pandemia de covid-19 –, vem limitando a remuneração de produtores desde maio.

Conforme dados do IBGE, entre abril e junho, o Brasil produziu 789,46 milhões de dúzias de ovos para consumo, aumento de 1% frente ao trimestre anterior e de 2,1% na comparação com o mesmo período de 2019.

Paralelamente, as exportações – que em outros momentos ajudavam a escoar a produção de ovos – estão baixas neste ano, o que influencia no aumento da disponibilidade doméstica.

De acordo com a Secex, no acumulado dos oito primeiros meses de 2020, o Brasil embarcou 1,3 mil toneladas de ovos in natura, o menor volume para o período em 14 anos. Em agosto, o setor exportou 69 t, o menor resultado para o mês desde 2003.

Do Cepea

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta