Exportação de carne suína deve atingir cerca de 1 milhão de toneladas em 2020

A exportação de carne suína do Brasil será recorde em 2020, alcançado níveis de 1 milhão de toneladas, e seguirá forte em 2021. No entanto, o impacto da peste suína na China, que ajudou nos negócios, será menos intensa para as indústrias brasileiras. A avaliação foi feita nesta quarta-feira 9 pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), informa a Reuters.

Ainda de acordo com a ABPA, que representa a indústria processadora de suínos e aves, incluindo JBS e BRF, as empresas permaneceram como fornecedores globais confiáveis durante a pandemia de covid-19, que interrompeu a produção em algumas fábricas e aumentou os custos.

Segundo o presidente da ABPA, Ricardo Santin, embora as empresas tenham apresentado um bom desempenho durante a crise, os desafios que enfrentam incluem o aumento dos custos dos grãos para a produção de rações e dúvidas relacionadas ao programa de auxílio emergencial do governo, que ajudou brasileiros de baixa renda a comprar alimentos durante a pandemia.

A APBA também citou entre as dificuldades os custos associados à pandemia de covid-19, de acordo com a Reuters.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: