Europeus exigem desmatamento zero para compra de soja brasileira; Abiove contesta

Foto: Paulo Lanzetta/Embrapa/Divulgação

Do Broadcast

A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) divulgou comunicado em que diz receber “com indignação” carta enviada às suas associadas pela SOS Cerrado. Na carta, segundo a associação, 159 empresas do varejo, indústrias de alimentação e de processamento da Europa exigem “adoção imediata de políticas de compra com zero de desmatamento na soja originada no Brasil”. Assinam, entre outras empresas, Danone, Nestlé, Unilever, Kellogg, Mars, McDonald’s, Carrefour e Casino (Grupo Pão de Açúcar).

Para a Abiove, “surpreende negativamente” que muitas dessas empresas exijam dos compradores de soja a imposição, sobre os produtores do grão, de uma política de originação com padrões superiores ao exigido pela lei brasileira. “Certamente, estas empresas não defenderiam tal pleito se as exigências acima da lei fossem sobre elas impostas”, destaca a Abiove.

Para a Abiove, a SOS Cerrado quer, “na prática, impor uma moratória, exigindo que a soja plantada em área desmatada no Cerrado a partir de dezembro de 2020 não seja adquirida pelas associadas”.

Ainda conforme a entidade, tem havido diálogos com a SOS Cerrado e com o Grupo de Trabalho do Cerrado (GTC) para “buscar uma solução equilibrada para redução gradual e eliminação da originação de soja em áreas desmatadas do Cerrado. No entanto, não está nos compromissos da Abiove fixar uma data de corte abrupta, que resulte na exclusão de produtores de soja sem que tenham oportunidade para direcionar o crescimento da produção em áreas já consolidadas e voluntariamente optarem pela conservação.”

A Abiove assinala ainda que apenas 3, das 159 empresas signatárias do SOS Cerrado, aderiram ao Mecanismo de Conservação do Cerrado, proposto pela entidade e desenvolvido pelo GTC. O mecanismo visa remunerar os produtores de soja pelo não desmatamento.

Além disso, a entidade que representa as indústrias de óleos de soja no país reforça que a expansão desse grão no Cerrado tem sido monitorada e controlada pela própria Abiove e suas associadas. “Relatório publicado em 2020 mostra que a pegada de desmatamento da expansão da soja no Cerrado está caindo e é atualmente muito baixa”, observa a nota da Abiove. “De uma expansão de 5 milhões de hectares na área plantada de soja da safra 2013/14 até 2018/19, apenas 7% foi em área desmatada.”

E, por fim, “individualmente, as associadas à Abiove possuem sistemas de controle de origem da soja, fazenda a fazenda, e monitoram o volume originado em municípios onde há desmatamento”, diz. “As empresas também certificam a soja adquirida e possuem políticas restritas de compra para garantir que a produção não esteja em desacordo com a legislação brasileira ambiental e trabalhista.”

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: