Mapa estima valor da produção agropecuária em R$ 1,032 trilhão neste ano

Foto: Luiz Henrique Magnante/Embrapa

A previsão do Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) para 2021 é de R$ 1,032 trilhão, o que representa 12,1% acima do obtido em 2020. Apesar das adversidades climáticas, as lavouras geraram R$ 708,3 bilhões, aumento real de 15,4%, e a pecuária, R$ 323,9 bilhões, alta de 5,4% em relação a 2020, informa em nota do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Entre as lavouras, diz o Mapa, os principais destaques são arroz, aumento de 6,0% no VBP, cacau (+6,9%), laranja (+7,2%), milho (+21,9%), soja (+30,1%) e trigo (+13,6%).

A soja teve aumento real em valor de 73,0% nestes dois anos. Os aumentos nos valores de soja e milho foram os mais elevados desde o início desta série, em 1989, destaca o Mapa.

Redução expressiva no VBP vem ocorrendo com a banana (-3,7), o café (-24,2), e o tomate (-10,4%), de acordo com a nota.

Os resultados mostram que soja, milho, cana-de-açúcar, café e algodão, os cinco primeiros colocados no VBP, são responsáveis por 57,3% do VBP das lavouras.

Ligeira recuperação vem sendo observada na cana-de-açúcar, “o que é relevante porque a cultura tem importante participação no faturamento do setor”, aponta o Mapa.

Pecuária

Na pecuária, contribuições positivas ao VBP são de carne bovina (10,7%), carne de frango (2,4%) e leite (4,6%). Contribuição negativa foi observada em suínos (-2,6) e ovos (-6,7%).

“Os preços da maioria dos produtos examinados são superiores aos do ano passado. Esse comportamento também pode ser observado em produtos da pecuária. Neste ano, também houve investimento acentuado em tecnologia, além da incorporação de novas áreas, como mostram os dados levantados pela Conab. Ambas contribuíram para os resultados obtidos, embora o crescimento da produção seja impulsionado principalmente pelos ganhos de produtividade, e não pelo acréscimo de área”, analisa a Secretaria de Política Agrícola do Mapa.

Os estados de Mato Grosso, do Paraná, de São Paulo, do Rio Grande do Sul e de Minas Gerais são os primeiros classificados no valor da produção. Juntos, eles respondem por 62,6% do VBP total. As regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste representam 83,6% do valor da produção. As regiões Nordeste e Norte respondem por 15,1% do VBP.

VBP

O VBP mostra a evolução do desempenho das lavouras e da pecuária ao longo do ano e corresponde ao faturamento bruto dentro do estabelecimento. Calculado com base na produção da safra agrícola e da pecuária e nos preços recebidos pelos produtores nas principais praças do país, dos 26 maiores produtos agropecuários do Brasil.

O valor real da produção, descontada a inflação, é obtido pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) da Fundação Getúlio Vargas. A periodicidade é mensal com atualização e divulgação até o dia 15 de cada mês.

*Com informações do Mapa

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: