Mandioca, símbolo da cultura alimentar brasileira

Foto: Ronaldo Rosa/Embrapa

O Dia Nacional da Mandioca, comemorado nesta quinta-feira (22), reverencia um dos produtos mais presentes na mesa e na vida dos brasileiros, símbolo da cultura alimentar do país. Nativa do Brasil, a mandioca é a base da alimentação de várias comunidades tradicionais e de enormes parcelas da população em todo o território nacional. Conhecida por vários nomes, como aipim e macaxeira, ela origina diversos derivados que são consumidos diretamente ou utilizados em receitas de outros pratos.

Existem no Brasil atualmente duas Indicações Geográficas (IGs) registradas para o produto farinha de mandioca, na espécie Indicação de Procedência (IP): Cruzeiro do Sul, no Acre, e Uarini, no Amazonas. Além dessas, há mais uma IG relacionada à mandioca: a São Tiago para biscoitos, em Minas Gerais.

Há ainda um processo tramitando no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) para registro da Indicação de Procedência Bragança para o produto farinha de mandioca, do Pará.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) tem levantadas mais oito regiões potenciais IG no Brasil para o produto farinha. A Tiquira, produto típico do Maranhão, que é uma aguardente de mandioca, também configura como um produto potencial para registro de IG.

Os produtos potenciais e registrados IGs e marcas coletivas podem ser consultados no portal do Mapa.

“Por ser um produto tipicamente brasileiro e ligado à cultura do país, a mandioca deve ser valorizada não só do ponto de vista alimentar, mas também como afirmação de uma cultura alimentar tradicional do Brasil. Assim, a Indicação Geográfica é uma ótima ferramenta para ajudar a proteger e a preservar as tradições dos produtos derivados da mandioca”, destaca a coordenadora de Indicação Geográfica do Mapa, Débora Santiago.

Do Mapa   

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: