Estiagem diminui ritmo de colheita da mandioca; demanda está firme

Foto: Joel Lamoglia/Embrapa

O clima seco no Centro-Sul do Brasil tem dificultado os trabalhos no campo, levando muitos produtores a interromper a colheita de mandioca. Além disso, parte dos mandiocultores consultados pelo Cepea indica que deve voltar a comercializar somente no segundo semestre.

Do lado da demanda, a procura industrial por matéria-prima tem aumentado, inclusive entre empresas de regiões diferentes. No geral, há dificuldades no abastecimento de fecularias e farinheiras.

Nesse cenário, os preços da mandioca continuaram em alta entre os dias 26 e 30 de abril. A média semanal a prazo para a tonelada posta fecularia avançou 1,6% frente à do período anterior, a R$ 454,80/t (R$ 0,7910 por grama de amido). A média nominal de abril, por sua vez, subiu 6,4% em relação ao mês de março.

 Do Cepea

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: