Mercado lácteo perde força; preço do leite ao produtor também, diz CILeite

O enfraquecimento das vendas de lácteos em julho teve impacto nos preços do UHT, do leite em pó e do queijo muçarela, o que também se refletiu no leite do chamado mercado spot, cujas cotações caíram 10% em média em relação a junho, segundo análise do Centro do Inteligência do Leite (CILeite) da Embrapa. Neste contexto, os valores pagos aos produtores de leite apresentam tendência de queda no mês de agosto, informa o CLLeite em nota divulgada nesta quinta-feira (5).

Leia, abaixo, a íntegra da nota do CILeite:

Mercado lácteo perde força em julho, mas disponibilidade interna preocupa

O mercado lácteo andou de lado no mês de julho, com enfraquecimento das vendas e maior dificuldade de repasses de preços. No atacado, o leite UHT e o leite em pó fracionado tiveram preços praticamente estáveis na comparação com junho. Já o queijo muçarela apresentou um pequeno recuo, de 3%. Com esse cenário de vendas mais fracas, o leite no mercado spot acabou sofrendo um ajuste negativo nas cotações com queda de 10% na média de julho em relação ao mês anterior. Todavia, a ocorrência das geadas em julho, afetando as forragens, gerou uma maior preocupação sobre a disponibilidade interna atual de leite e sustentou as cotações na segunda quinzena do mês.

Conseleites projetam queda no preço ao produtor, após quatro altas seguidas

Em julho, o preço do leite ao produtor registrou a quarta alta consecutiva. Para o pagamento de agosto, os Conseleites projetam a reversão desta trajetória. Em Santa Catarina, a queda projetada foi de 2,1%, enquanto Rio Grande do Sul (-1,3%) e Paraná (-0,7%) projetaram quedas menores. A exceção ficou por conta de Minas Gerais que indicou certa estabilidade (+0,1%).

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: