Nabhan Garcia ataca lideranças rurais apoiadoras de Bolsonaro

Foto: Divulgação

Produtores rurais do Movimento Brasil Verde e Amarelo, que apoiam o presidente Jair Bolsonaro e participaram das últimas manifestações em defesa do seu governo e das garantias constitucionais, estão indignados com o secretário especial de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Luiz Antônio Nabhan Garcia. O motivo foi um comentário feito por Nabhan num grupo de WhatsApp com ofensas aos agricultores.

No final da tarde da última quinta-feira (10), pouco depois de Bolsonaro divulgar a “Declaração à Nação”, na qual buscou restabelecer a harmonia entre os Poderes da República, especialmente com o Supremo Tribunal Federal (STF), um grupo de produtores do Movimento Brasil Verde e Amarelo teve uma audiência com o presidente, no Palácio do Planalto. Eles reafirmaram seu apoio ao governo e falaram com Bolsonaro sobre as manifestações do 7 de setembro em Brasília, São Paulo e outras cidades.

Na quinta-feira à noite, os produtores gravaram um vídeo, relatando o encontro com Bolsonaro, e postaram em alguns grupos de WhatsApp. Aparecem na gravação Jeferson Rocha, José Alípio, Júlio Nunes, Márcio Guapo, Valdir Fries, Geny Silva Luciano Guimarães e Alan Juliani, que vieram a Brasília participar dos atos de 7 de setembro, a exemplo do que haviam feito na manifestação promovida no dia 15 de maio último.

O secretário Nabhan reagiu à postagem do vídeo no grupo Frente “Amazônia é Nossa”. “Não vou mais admitir provocação [sic]!!! Tenho caráter, este grupo é seleto, jamais será nele divulgado uma gangue de picaretas, covardes e aproveitadores de plantão!!!”, escreveu Nabhan abaixo da postagem. Logo em seguida, o secretário removeu a pessoa que fez a postagem no grupo e, instantes depois, saiu do grupo de WhatsApp.

O sojicultor José Alípio considera inadmissível que um secretário especial do Ministério da Agricultura faça tais acusações, em um grupo de WhatsApp, aos representantes do Movimento Brasil Verde e Amarelo, que apoiam Bolsonaro desde a sua campanha eleitoral à Presidência da República.

“Somos um grupo de produtores que apoia o presidente Bolsonaro e as pautas do governo que buscam a melhoria do país, como a Reforma da Previdência, a Reforma Administrativa e a Reforma Tributária, entre outras. Estamos na mesma linha de pensamento do presidente Bolsonaro na busca de um sistema político melhor para o país”, diz José Alípio.

O sojicultor assinala ainda que o Movimento Brasil Verde e Amarelo dá apoio voluntário ao governo Bolsonaro. “Não entendo qual o motivo desse tipo de comportamento do secretário Nabhan Garcia.”

“O que é covardia para ele? Seria não defender a pátria e se calar sobre os abusos do STF, ou atacar, através de grupos de WhatsApp, pessoas que sempre estão contribuindo com a nação, seja com seu trabalho no campo ou com ações cívicas voltadas ao fortalecimento da democracia no nosso país?”, pergunta o produtor rural.

Para José Alípio, “Nabhan não ofende somente as lideranças do Movimento Brasil Verde e Amarelo, mas todos os patriotas que tiveram a atitude corajosa de sair de suas casas e enfrentar o desconforto de acampamentos improvisados, stress e ameaças da polícia do DF para apoiar o presidente Bolsonaro e defender seu país.”. O sojicultor também indaga: “Afinal de contas, de que lado você está Nabhan?”

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: