Pronaf: Veja lista de produtos da agricultura familiar com desconto em outubro

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou nesta sexta-feira (8), no Diário Oficial da União, portaria com a lista de produtos com direito a desconto nas operações e parcelas de crédito rural por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). O bônus vale para o período de 10 de outubro a 9 de novembro. Neste mês, entraram na relação o tomate, produzido no Piauí e em Sergipe; o maracujá, de Alagoas; e a juta/malva embonecada, do Amazonas.

Os demais produtos beneficiados pela Programa de Garantia de Preços para Agricultura Familiar (PGPAF) são açaí (AC), banana (AL), borracha natural (MA), cacau (AM), cará/inhame (AM e ES), castanha de caju (PI), cebola (SP), laranja (PA e RS), maracujá (BA e CE) e raiz de mandioca (PB).

O tomate do Piauí e de Sergipe, o maracujá de Alagoas e a juta/malva embonecada do Amazonas entraram na lista devido ao baixo preço praticado no mercado. No caso do tomate, o clima chuvoso do inverno nordestino elevou a produção, com reflexo nos preços. A concorrência da safra de outros estados também pode ter contribuído para a queda dos valores.

Os agricultores de tomate do Piauí e de Sergipe vão receber um bônus de garantia de 32,38% e 14,29%, respectivamente, com base num valor médio de mercado respectivo de R$ 0,71 e R$ 0,90 por quilo do produto.

O maracujá de Alagoas, que entrou na lista ao lado do mesmo produto que beneficia agricultores da Bahia e do Ceará, receberá um bônus de 7,69%. O preço médio do produto na praça de Maceió esteve por volta R$ 1,68 o quilo.

Já a juta/malva embonecada, produzida no Amazonas, tem bônus de 3,65%.  O produto entrou na relação porque a cheia nos rios na região teve impacto na safra e provocou baixa nos preços da fibra no estado, que chegou a R$ 2,90/kg.

Entre os produtos que deixaram a lista neste mês estão a banana (ES, PB e RR), o feijão caupi (TO), a manga (BA) e o maracujá (ES, GO e SE). Segundo o governo, esses produtos saíram da relação porque voltaram a remunerar melhor os agricultores desses estados.

O cálculo do bônus é feito pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), com base nos preços recebidos pelos produtores em setembro.

O PGPAF oferece uma bonificação ao agricultor que teve o seu cultivo com preços abaixo do valor de garantia oferecido pelo programa.

Clique aqui para ler a íntegra da portaria.

Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf)

Programa de Garantia de Preços para Agricultura Familiar (PGPAF)

Bônus de OUTURO de 2021

Com base nos preços de SETEMBRO de 2021

Produto

UF

Unidade

Preço de Garantia (R$/unid)

Preço Médio de Mercado (R$/unid)

Bônus de Garantia de Preço (%)

AÇAÍ (FRUTO DE CULTIVO)

AC

kg

1,25

1,17

6,40

BANANA

AL

20 kg

18,21

16,50

9,39

BORRACHA NATURAL CULTIVADA

MA

kg

3,41

2,90

14,96

CACAU CULTIVADO (AMÊNDOA)

AM

kg

9,14

7,50

17,94

CARÁ/INHAME

AM

kg

1,68

1,22

27,38

CARÁ/INHAME

ES

kg

1,68

1,18

29,76

CASTANHA DE CAJU

PI

kg

3,97

3,52

11,34

CEBOLA

SP

kg

0,82

0,47

42,68

JUTA/MALVA EMBONECADA

AM

kg

3,01

2,90

3,65

LARANJA

PA

40,8 kg

17,76

13,34

24,89

LARANJA

RS

40,8 kg

17,76

17,14

3,49

MARACUJÁ

AL

kg

1,82

1,68

7,69

MARACUJÁ

BA

kg

1,82

1,62

10,99

MARACUJÁ

CE

kg

1,82

1,23

32,42

RAIZ DE MANDIOCA

PB

t

269,47

258,41

4,10

TOMATE

PI

kg

1,05

0,71

32,38

TOMATE

SE

kg

1,05

0,90

14,29

CESTA DE PRODUTOS*

PB

NSA

NSA

NSA

1,03

Fonte: Companhia Nacional de Abastecimento – CONAB

Notas:

NSA – Não se aplica.

* Média aritmética dos bônus dos produtos feijão, leite, mandioca e milho.

 

*Com informações da Conab

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: