Calor intenso acelera maturação do tomate e derruba cotações no atacado

Foto: Arquivo AGROemDIA

As cotações do tomate recuaram no atacado nos últimos dias, pressionadas pela concentração de oferta. Isso porque, segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, as altas temperaturas nas regiões produtoras aceleraram a maturação dos frutos, tanto nas lavouras que estavam com o ciclo mais lento, por conta de temperaturas mais baixas antes da forte onda de calor, quanto naquelas que apresentavam ritmo ideal de desenvolvimento.

Assim, entre os dias 24 e 28 de janeiro, os valores médios do tomate salada longa vida 3A fecharam a R$ 57,93/caixa na Ceagesp, a R$ 72,18/cx em Campinas (SP), a R$ 71,34/cx no Rio de Janeiro (RJ) e a R$ 67,27/cx em Belo Horizonte (MG), respectivas desvalorizações de 44,75%, 21,45%, 32,45% e 28,10% frente às médias da semana anterior.

Do Cepea/Hortifruti

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: