Menor oferta de soja na América do Sul preocupa agentes; preços sobem

Foto: Paulo Lanzetta/Embrapa

Com a quebra na produção de soja se confirmando, devido às adversidades climáticas na América do Sul, há preocupações em diferentes elos da cadeia produtiva, de acordo com informações do Cepea.

De um lado, sem produção para comercialização, produtores, sobretudo os do Sul do Brasil, tendem a passar por dificuldades, amenizadas em alguns casos pelo apoio de seguros.

Quanto à demanda, com os preços do grão em alta, os valores dos derivados também são impulsionados, encarecendo ainda mais os custos de produção de setores como a pecuária.

Em relação aos preços do grão, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa – Paranaguá da soja subiu 1,3% de 4 a 11 de fevereiro, fechando a R$ 195,85/saca de 60 kg na sexta-feira, 11. O Indicador CEPEA/ESALQ Paraná avançou 0,56%, a R$ 191,33/sc de 60 kg no dia 11.

Do Cepea

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: