Bolsonaro: Brasil corre risco de falta de potássio

Foto: Marcello Casal Jr/ABr

O Brasil corre risco de enfrentar falta de potássio, importante insumo para a agricultura, ou ter que pagar bem mais caro pelo produto em consequência da guerra entre a Rússia e a Ucrânia, alertou o presidente Jair Bolsonaro, nesta quarta-feira (2), em sua conta no Twitter. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) também acompanha a situação, mas acredita que não haverá grandes problemas para o fornecimento de fertilizantes para a atual safra.

“Com a guerra Rússia/Ucrânia, hoje corremos o risco da falta do potássio ou aumento do seu preço. Nossa segurança alimentar e agronegócio (Economia) exigem de nós, Executivo e Legislativo, medidas que nos permitam a não dependência externa de algo que temos em abundância”, escreveu Bolsonaro no Twitter.

Em seguida, o presidente lembrou de projeto de lei que apresentou sobre o assunto quando era deputado federal. “Nosso Projeto de Lei n° 191, de 2020, permite a exploração de recursos minerais, hídricos e orgânicos em terras indígenas. Uma vez aprovado, resolve-se um desses problemas.”

Importação de fertilizantes

A ministra Tereza Cristina (Agricultura) informou nesta quarta-feira (2) ao blog da jornalista Natuza Nery, do G1, que marcou visita ao Canadá para o dia 12 de março. A viagem visa a buscar alternativas para que a agricultura brasileira não seja prejudicada com a falta de fertilizantes por causa do conflito no Leste Europeu.

Em 2021, o Canadá foi o quarto maior fornecedor de adubos ou fertilizantes químicos, atrás apenas de Rússia, China e Marrocos.

“Entre os nutrientes mais importantes pelo Brasil, destacam-se os chamados macronutrientes primários: nitrogênio (que faz a planta crescer), fósforo (faz a planta ficar forte) e potássio (que faz a planta amadurecer). Mas é no mercado de potássio em que está a nossa maior dependência externa”, enfatizou a jornalista.

Ainda de acordo com Natuza Nery, “o Brasil importa 95% do potássio que utiliza em suas lavouras.” Conforme dados da Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, 80% do potássio utilizado no mundo é originário de países Canadá, Israel, Rússia, Belarus e da Alemanha.

Na noite de terça-feira (1º), Tereza Cristina afirmou ao blog da jornalista Andréia Sadi, também do G1, que acompanha com cautela os desdobramentos da crise Rússia-Ucrânia. “Precisamos aguardar. Não temos certeza do impacto ainda. Tudo vai depender da evolução do conflito, mas não há motivo para pânico.”

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: