Com clima seco e baixo teor de amido, produtor mandioca se retrai

Foto: Vanderlei Santos/Embrapa

A combinação de menor disponibilidade de lavouras para a colheita, de tempo seco (com apenas chuvas pontuais, o que dificulta o avanço dos trabalhos no campo) e de baixo teor de amido levou mandiocultores a limitarem e/ou a postergarem a comercialização de mandioca.

Quanto à demanda pela matéria-prima, tem aumentado a cada semana, devido à baixa extração de amido na indústria e à necessidade de reposição de estoques.

Neste cenário, indica o Cepea, as cotações da raiz subiram. O valor médio a prazo da tonelada de mandioca posta fecularia foi de R$ 731,10 (R$ 1,2715 por grama de amido) na semana passada, 1,8% acima do observado no período anterior.

Do Cepea

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: