Guerra Rússia-Ucrânia deve aumentar mais preços dos alimentos, diz ministra

Tereza Cristina: Se a guerra acabar logo, o impacto nos preços dos alimentos será menor; se continuar, deve ser maior – Foto: Mapa/Divulgação

Os preços dos alimentos devem subir ainda mais em consequência da guerra entre a Rússia e a Ucrânia, disse a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina, nesta quarta-feira (2). Quando mais durar o confronto no Leste Europeu, maior é a tendência de elevação das cotações dos produtos alimentícios.

“Isso tudo [essa alta dos alimentos] depende. Se a guerra acabar hoje ou amanhã, é um impacto [aumento de preço menor]. Se continuar por mais tempo, é outro”, assinalou Tereza Cristina.

De acordo com a ministra, a estratégia do governo para evitar reajustes elevados será a diversificação de fornecedores de adubos e fertilizantes.

“Tudo vai depender do tempo [de duração da guerra]. A gente tem que diminuir esses impactos, achar alternativas para ter o fornecimento.”

Tereza Cristina enfatizou que o preço dos alimentos é fixado pelo mercado. “O trigo subiu nas alturas porque a Ucrânia é um grande produtor. Hoje o mundo é globalizado. A gente acha que terá uma alta [dos preços dos alimentos]. A soja subiu, caiu um pouco depois. O milho subiu e caiu depois. Isso é uma commodity. Temos de acompanhar e diminuir os impactos.”

Clique aqui para ler mais sobre o impacto do conflito no agronegócio brasileiro.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: