Brasil e Tailândia assinam acordo de cooperação agrícola

Foto: Mapa/Divulgação

 

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) firmou memorando de entendimento para cooperação agrícola com o Ministério da Agricultura e Cooperativas da Tailândia, com o objetivo de estreitar o intercâmbio de tecnologia e informação no setor.

A área da atuação de cooperação envolve a agricultura brasileira e tailandesa, incluindo animais, aquáticos, vegetais, solo, gestão dos recursos hídricos e cooperativas. Inclui também o desenvolvimento de cooperativas agrícolas e de instituições de agricultores, além de gestão e conservação da biodiversidade agrícola.

Outras atividades previstas no documento são o manejo integrado de pragas e engenharia ecológica. O memorando prevê ainda cooperação na área de energia alternativa, incluindo processo e gerenciamento de produção.

O memorando foi assinado na última quarta-feira (16) pelo ministro da Agricultura e Cooperativas da Tailândia, Chalermchai Sreeon, na presença do embaixador do Brasil em Bancoque, José Borges dos Santos Júnior, em Bancoque. A ministra Tereza Cristina assinou o memorando no dia 11 de março.

Formas de cooperação

A cooperação será realizada prevendo o intercâmbio de informações, de técnicos e pesquisadores; treinamento, cursos, seminários, elaboração de projetos de assistência técnica, visitas de estudo e outros assuntos de mútuo interesse.

Outras formas de cooperação para promover o desenvolvimento no campo da agricultura dos dois países se darão pelo intercâmbio de conhecimentos no campo da agricultura e agronegócios, conforme acordado pelos participantes no que se refere a troca de conhecimento e transferência tecnológica.

Um grupo de trabalho agrícola conjunto (GTAC) será formado para implementar as disposições do acordo e se reunirá a cada dois anos, alternadamente, na Tailândia e no Brasil. O plano de trabalho será elaborado, conjuntamente, a partir da 1ª reunião do GTAC.

O memorando de entendimento permanecerá em vigor por um período inicial de cinco anos e será prorrogado por períodos adicionais de cinco anos.

Relações bilaterais

Atualmente, a Tailândia é o maior importador de produtos do agronegócio brasileiro do Sudeste Asiático. Isso representa para o Brasil uma participação no comércio tailandês de 2,09%. Em 2021, a Tailândia foi um dos cincos maiores importadores de produtos do agronegócio brasileiro no ano de 2021.

O complexo soja é o produto do agronegócio brasileiro mais exportado para o mercado tailandês. Em 2021, as exportações do complexo soja resultaram num montante de US$ 2,516,771,150, o que representou um aumento de 28% em relação ao ano anterior. Em seguida, destacou-se a exportação de couro, que alcançou US$ 41,175,873, um aumento de quase 23% em comparação com o ano de 2020.

Em terceiro lugar na pauta exportadora brasileira aparecem os produtos florestais, com um aumento de mais de 26% em relação ao ano anterior, totalizando US$ 39,790,221.

As exportações de carne bovina ocupam o quatro lugar na pauta exportadora brasileira para a Tailândia. Em 2021, os embarques aumentaram 58%, totalizando US$ 34,015,788.

Também foi observado aumento no volume de exportações de outros produtos do agronegócio brasileiro como cereais, produtos oleaginosos, cacau, produtos do complexo sucroalcooleiro e bebidas.

Já a Tailândia destaca-se como um importante exportador de alimentos, principalmente arroz, borracha natural, frango, açúcar, atum processado, farinha de tapioca e camarão.

Como membro da Association of Southeast Asian Nations (ASEAN), o país vem reforçando suas parcerias comerciais por meio dos acordos de livre comércio já firmados com diversos países da Ásia e da Oceania, considerados estratégicos para o comércio de seus produtos agrícolas.

Em 2021, o Brasil importou US$ 217,853,574 em produtos do agronegócio tailandês, com destaque para borracha natural, que representou 80% das importações, seguidos de arroz, óleos e extratos vegetais, sementes e pet food.

Do Mapa

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: