Semeadura do trigo deve se intensificar no Brasil; Argentina pode reduzir área

Foto: Julio Albrecht/Embrapa/Divulgação

Agentes estão atentos ao início da semeadura do trigo no Brasil e, principalmente, a sinais de que a área com o cereal na Argentina pode ter ligeira redução. Segundo colaboradores do Cepea, a possibilidade de o país vizinho – maior fornecedor de trigo ao mercado brasileiro – ter menor produção, somada à continuidade do conflito entre Rússia e Ucrânia, importantes players mundiais, vem deixando os operadores brasileiros em alerta.

No campo, de acordo com informações do Deral, a semeadura na região norte do Paraná ainda está abaixo de 1% da área esperada para o estado neste ano, de 1,22 milhão de hectares. Em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, as atividades de cultivo devem ser iniciadas em maio, seguindo o Zoneamento Agrícola de Risco Climático.

Na Argentina, informações da Bolsa de Cereales indicam que a área de trigo pode somar 6,5 milhões de hectares na safra 2022/23, redução de 200 mil hectares frente à da temporada anterior. A menor área destinada ao cereal está relacionada ao aumento dos custos de produção, à melhora na margem da cevada e às políticas internas no país.

Do Cepea

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: