Conheça 3 fatores que podem reduzir renda do produtor de soja em 2022/23

Foto: Gov. Brasil/Divulgação

Fertilizantes, combustível e equipamentos. Estes os três itens que provocam incertezas no mercado da sojicultura, podendo tirar parte significativa da rentabilidade do produtor na safra 2022/23, segundo a Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de São Paulo (Aprosoja-SP).

“Não há uma fórmula mágica que faça com que o produtor garanta margem de lucro. Neste ciclo que vamos começar, gestão de custos com eficiência e conhecimento são fundamentais”, ressalta o presidente da Aprosoja-SP, Azael Pizzolato Neto.

O dirigente da associação alerta: “O produtor terá de fazer a lição de casa. Na parte de fertilizantes, não terá como fazer aquela aplicação homogênea em toda a área. O agricultor terá de conhecer o seu solo, saber a capacidade de produção de onde ele está instalado e fazer uma adubação muito técnica com uso racional desse produto”.

Pizzolato Neto assinala ainda que a economia com combustíveis pode vir com a adoção de boas práticas agronômicas para evitar retrabalho e com o plantio direto, que evita o gasto do diesel nas máquinas com o preparo de solo:

“Além disso, ter os equipamentos muito bem dimensionados para que essa operação que está sendo feita com insumos muito caros seja feita na hora adequada e de maneira certa”.

Outra recomendação do presidente da Aprosoja-SP é para que os produtores não usem fertilizantes em excesso. Essa prática, acrescenta, prejudica toda a cadeia, além de elevar os custos de produção:

“Em um cenário de restrição de oferta, se houver um consumo de luxo, causa um problema. Então, o produtor tem de conhecer o que tem em seu solo, saber a capacidade de produtividade em sua região, saber que isso varia entre uma área de expansão para uma tradicional de grãos, de Norte a Sul do país.”

*Com informações do Canal Rural

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: