Com negócios limitados, preço do trigo segue firme

Os negócios têm sido pontuais no mercado interno de trigo. Isso porque, segundo colaboradores do Cepea, os agentes estão atentos à finalização da semeadura em muitas regiões e já aguardam a entrada da nova safra nacional, que deve ter produção recorde.

Além disso, o setor nacional está atento às estimativas indicando quedas nas produções mundial e da Argentina, que é a principal fornecedora do cereal ao Brasil. Segundo o USDA, a produção mundial 2022/23 está estimada em 771,6 milhões de toneladas, queda de 0,2% em comparação ao apontado em junho/22 e 0,9% menor que a da temporada passada.

Na Argentina, a Bolsa de Comércio de Rosário estima que a área com trigo no país diminua de 6,2 milhões de hectares para 5,9 milhões de hectares na safra 2022/23. Assim, a produção argentina também foi reduzida, prevista agora em 17,7 milhões de toneladas.

Quanto aos preços no Brasil, apesar da baixa liquidez, seguem firmes, operando acima dos R$ 2 mil por tonelada e apresentando apenas pequenas variações, sobretudo no mercado de balcão.

Do Cepea 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: