Fundo quer incentivar turismo sustentável no Jalapão

Maior reserva de cerrado do país, com inúmeras veredas virgens e nascentes de água cristalina, o Jalapão pode ter um fundo de apoio ao desenvolvimento do turismo sustentável. A reserva ocupa uma área de 158.970,95 hectares em Tocantins, na divisa com a Bahia, o Maranhão e o Piauí.  A proposta para criação do Funjalapão está na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados, última etapa antes de ir à votação em plenário.

O Projeto de Lei 1345/2015, do deputado Carlos Gaguim (Podemos-TO), já foi aprovado pelas comissões de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia e de Finanças e Tributação. Segundo o parlamentar, os recursos para compor o Funjalapão viriam de operações de crédito internas e externas, além de convênios firmados entre estados da Federação. O objetivo da proposta é garantir a preservação da região.

A reserva ecológica, destaca o deputado, é muito importante para o Tocantins, mas o governo federal tem que contribuir de forma efetiva para mantê-la. Não basta dizer que é preciso preservar, acrescenta. Segundo ele, a Superintendência do Ibama no estado não tem recursos, o que a impede de atuar como deveria. Com a criação do Funjalação, haverá fontes de captação de recursos para preservar a região.

Embora haja dificuldades de acesso e a infraestrutura turística seja quase inexistente, o Jalapão já é considerado um dos mais novos destinos de natureza do Brasil. Algumas empresas promovem safaris na região, a exemplo dos realizados na África. O Jalapão fica a 300 quilômetros de Palmas – 200 km são estradas de chão.

Entre os objetivos do fundo de desenvolvimento do Jalapão estão a preservação da cultura local, a qualificação dos seus trabalhadores, o estímulo a produtos feitos pelas comunidades da região e a criação de cooperativas.

Da redação

aaA jalapao _ ebc
Projeto pode garantir recursos à preservação da reserva ecológica – Ascom/TO

 

Imagem de destaque: wikicommons

AGROEMDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: agroemdia@gmail.com - (61) 992446832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: