Banco Mundial apoia agricultores familiares na Paraíba

a agricultura familiar onu
Iniciativa melhorá acesso à água e a mercados – Flickr/ Orgânicos do Pivas (Creative Commons)

Mais de 44 mil agricultores familiares se beneficiarão de empréstimo de US$ 50 milhões de aprovado este mês pelo Banco Mundial para o Projeto Desenvolvimento Rural Sustentável da Paraíba. A iniciativa ajudará a melhorar o acesso à água, a reduzir a vulnerabilidade agroclimática e a aumentar o acesso da população rural aos mercados.

Com 70% de seu território no “polígono da seca” – região caracterizada por solos pobres, o que é agravado pela escassez e irregularidade de chuva –, o estado deve ter sua segurança hídrica ainda mais afetada pelas mudanças climáticas.

“Esse projeto representa o próximo passo na agenda de inclusão produtiva”, diz Martin Raiser, diretor do Banco Mundial para o Brasil.

“Nosso financiamento”, acrescenta ele, “apoiará atividades para melhorar diretamente o acesso à água, além de gerar resiliência ao fortalecer o vínculo entre agricultores e mercados, possibilitando rendimentos mais elevados”.

Gestão da água e do saneamento rural

O programa prevê a criação de um sistema estadual de gestão da água e do saneamento rural. Além disso, está previsto o treinamento de associações comunitárias, alianças produtivas e conselhos municipais para fortalecer suas habilidades organizacionais e gerenciais e promover a adoção de novas tecnologias agrícolas inteligentes em relação ao clima.

De acordo com o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, o projeto é um esforço do estado paraibano em viabilizar financiamentos para trazer dignidade e qualidade de vida às populações no semiárido.

“O projeto realizará as medidas necessárias para reduzir vulnerabilidades e aumentar a resiliência das famílias rurais, comunidades e sistemas produtivos agrícolas”, ressalta Coutinho.

Apesar das mudanças climáticas afetarem todos os produtores agrícolas paraibanos, o impacto sobre os meios de subsistência dos pequenos agricultores e agricultores familiares é maior, já que eles têm menos condições de proteção contra períodos adversos e dispõem de menos recursos para se adaptar.

O empréstimo de parcela única do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) para o estado da Paraíba é garantido pela República Federativa do Brasil e tem prazo de validade de 18 anos, com um período de carência de cinco anos e meio.

Da redação, com informações da ONU Brasil

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: