Chineses conhecem oportunidades de investimentos no agro de MT

a _ missao mt china
Foto: Divulgação/Ascom Famato

As oportunidades de investimentos no agronegócio de Mato Grosso foram apresentados a empresários e autoridades chinesas, em Pequim, durante missão do governo do estado ao país asiático. O objetivo da visita foi o de buscar parcerias nos setores de infraestrutura, logística e sustentabilidade na agropecuária.

O Sistema Famato – formado pela Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT) e o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) – participou da Missão China 2017, entre os dias 5 e 10 de novembro.

Durante o MT Investiment Forum Beijing, organizado pelo governo de Mato Grosso em parceria com a China Trade Center, o superintendente do Imea, Daniel Latorraca, destacou para mais de 200 lideranças empresariais chineses as potencialidades do agronegócio mato-grossense.

Além de indicadores econômicos, os chineses conheceram dados oficiais do cenário de crescente desenvolvimento da produção sustentável, da competitividade e avanços sociais no campo, possibilitados pelos cursos de educação profissional, assistência técnica e atividade de promoção social desenvolvidos pelo Senar-MT.

Já o diretor de Relações Institucionais da Famato, José Luiz Fidelis, mostrou a importância da participação do Sistema Famato na missão. “A participação do Sistema Famato em missões como essa se reverte em benefícios direto ao setor produtivo rural do estado. As novidades, tecnologias e tendências vistas são todas repassadas aos sindicatos rurais que, consequentemente, compartilham as informações aos associados.”

Drones agrícolas e placas solares

Os membros da missão visitaram a Holpefull – considerada uma das maiores empresas de alimentos da China, cujo principal produto é o óleo de soja –, e conheceram o fundo de investimento semi-estatal “China Lac”, que tem foco em projetos de infraestrutura, tecnologia, agronegócio, energia, entre outros.

O grupo também visitou a COFCO, maior empresa de alimentos e bebidas da China, que detém e regula os estoques de grãos e carnes do país. A COFCO quer representar, em cinco anos, 30% das importações da China para o Brasil. Para isso, fez investimentos significativos no mercado brasileiro, com a aquisição de tradings e de empresas de sementes.

Durante a missão foram assinados protocolos de intensão para a instalação de duas empresas chinesas em Mato Grosso: a ZN Solar, para fabricação de placas solares de captação de energia; e a Zhuhai Agricultural Aviation, para a produção de drones agrícolas.

 

 

 

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: