Criado comitê para monitorar emissão de gases do efeito estufa

a _ abc embrapa
Foto: Divulgação/ILPF/Embrapa

O governo instituiu o Comitê Diretor da Plataforma ABC, cuja principal missão é acompanhar e promover as ações de monitoramento da redução de emissões de gases do efeito estufa (GEE) e a dinâmica do estoque de carbono na agropecuária.

O comitê vai propor e coordenar ações que garantam o andamento das políticas de implantação e manutenção da plataforma, além de apoiar a captação de recursos para assegurar o adequado funcionamento e operacionalização do monitoramento do Plano de Agricultura de Baixo Carbono (Plano ABC).

Além disso, o comitê será encarregado de analisar e aprovar a metodologia e plano de monitoramento, investimentos e orçamento geral da Plataforma ABC.

O governo estima que serão necessários investimentos de R$ 197 bilhões para o Plano ABC, no período 2010-2020. No entanto, o estudo “Impactos Econômicos e Ambientais do Plano ABC”, do Observatório ABC, aponta que os custos para implementação das metas do Plano ABC são menores do que havia previsto o governo.

O estudo, partindo de uma modelagem econômica e ambiental, reproduzindo os efeitos da efetivação das metas, foi capaz de demonstrar que a recuperação de 15 milhões de hectares de pastagens degradadas teria o custo entre R$ 26 e R$ 31,3 bilhões, enquanto o governo previa um investimento de R$ 43,9 bilhões.

Para a expansão do sistema de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) em 4 milhões de hectares, o custo apontado pelo estudo é entre R$ 7 e R$ 7,8 bilhões contra os R$ 51 bilhões orçados pelo governo anteriormente.

Integram o comitê o Ministério da Agricultura, a Embrapa, o Ministério do Meio Ambiente, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação, o BNDES, o Banco do Brasil e representantes da sociedade civil e do setor privado.

Plataforma Multi-institucional

A Plataforma Multi-institucional de Monitoramento das Reduções de Emissões de Gases de Efeito Estufa tem sua estrutura física nas instalações da Embrapa Meio Ambiente, em Jaguariúna (SP), e o monitoramento da redução das emissões de GEE na agropecuária brasileira e a dinâmica de estoque de carbono no solo é executado por meio da implantação de tecnologias de produção referendadas.

As ações da Plataforma ABC estão diretamente ligadas aos compromissos assumidos pelo Brasil de apoiar a agricultura de baixo carbono, parte do esforço para evitar o aquecimento global do planeta. Além disso, poderá demonstrar em números a sustentabilidade da agropecuária brasileira, imprescindível hoje e no futuro na alimentação da população mundial.

A plataforma possui um papel estratégico na avaliação do desempenho geral do Plano ABC, por meio da quantificação da adoção das tecnologias de baixa emissão de carbono pelos  agricultores.

Da redação, com Embrapa

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: