Mapa: Zimbábue abre mercado à genética avícola brasileira

pntinhos
Foto: Agência Alagoas/Gov.br

O Zimbábue é o mais novo mercado aberto à genética brasileira. O país africano aceitou a proposta de Certificado Sanitário Internacional apresentada pelo Brasil, informou nesta quarta-feira (7) o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa)

Destino da carne de frango brasileira, o Zimbábue passará agora a importar material genético e pintinhos de um dia provenientes das casas genéticas instaladas no Brasil, informou a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

Recentemente, países da região austral da África – entre eles, o Zimbábue – registraram surtos de Influenza Aviária, causando impactos na produção local.

“Com os problemas sanitários registrados, o setor da região passou a demandar material genético de alta qualidade. Por nunca ter registrado Influenza Aviária em seu território, o Brasil se consolidou como referência internacional no fornecimento e backup deste segmento e passará a fornecer genética à cadeia produtiva zimbabuense”, disse o presidente-executivo da ABPA, Francisco Turra.

“A abertura do mercado de Zimbábue a um segmento de alto valor agregado explicita o reconhecimento internacional do status sanitário brasileiro”, acrescentou Turra.

Da redação, com informações do Mapa e da ABPA

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: