Documentário “O Caso do Homem Errado” estreia em circuito comercial nesta quinta no RS

o-caso-do-homem-errado-vale 22 22.png

O longa-metragem “O Caso do Homem Errado”, da diretora Camila de Moraes, estreia em circuito comercial, no CineBancários, em Porto Alegre, nesta quinta-feira (22) e fica em cartaz até 4 de abril, em horários alternados. O documentário aborda o genocídio da população negra brasileira, baseado na execução do operário negro Júlio César de Melo Pinto pela Brigada Militar, em 1987, na capital gaúcha.

Camila de Moraes é a segunda diretora a negra a ter um filme em circuito comercial em 110 anos de história do cinema brasileiro. Havia 34 anos que uma diretora negra não conseguia ter um filme em exibição comercial. Gaúcha radicada na Bahia, jornalista e ativista do movimento negro, Camila de Moraes diz que o filme mostra “a perversidade da estrutural racial que impede o avanço da população negra do país”.

O longa foi lançado em maio do ano passado e ganhou o prêmio de melhor filme do 9º Festival Internacional de Cine Latino, Uruguayo y Brasileiro, edição 2017, em Punta del Este. Em agosto, fez a sua estreia nacional no 45º Festival de Cinema de Gramado. Pouco depois, foi lançado em Salvador, a capital mais negra do país.

O assassinado, ocorrido em 14 de maio de 1987, ganhou repercussão após a divulgação pelo jornal Zero Hora (RS) de fotos de Júlio César sendo colocado, vivo, dentro de uma viatura da BM. Confundido com um dos ladrões que atacaram momentos antes um supermercado no bairro Partenon, o operário chegou morto – atingido por disparo de revólver – 37 minutos depois no Hospital de Pronto Socorro.

Depois de meses de apuração jornalística, com a descoberta do local do crime, a reconstituição do itinerário feito pela viatura policial, a derrubada de versões apresentadas pela BM e a identificação dos envolvidos na execução, o caso foi a julgamento na Justiça Militar. A maioria dos PMs acusados – entre eles, dois oficiais – foi expulsa da BM. O crime é considerado uma mancha na história da quase bicentenária BM.

O filme apresenta o depoimento do repórter-fotográfico Ronaldo Bernardi, autor das imagens que tornaram o caso conhecido, de jornalistas que fizeram a apuração da execução, da viúva do operário, Juçara Pinto, e de nomes destacados da luta pelos direitos humanos e do movimento negro brasileiro.

camila 22
Camila de Moraes, diretora do longa – Foto: Leo Ornales/Facebook pessoal Camila de Moraes

Genocídio da juventude negra

Além do assassinato de Júlio César, a produção discute as mortes de pessoas negras pelas quais a polícia é acusada. O grande número de jovens negros mortos pelas forças de segurança pública no Brasil levou a Anistia Internacional a tratar a situação como genocídio da juventude negra. O filme também apresenta dados sobre a violência contra a comunidade negra, que teve como uma das últimas vítimas a vereadora Marielle Franco (Psol), no Rio de Janeiro.

Nesta quinta-feira (22), após a exibição do documentário, haverá um debate sobre o genocídio da juventude negra com a participação da advogada Karla Meura, da produtora executiva do filme, Mariani Ferreira, e do major da BM Dagoberto Albuquerque da Costa, com a mediação do jornalista Airan Albino. O debate será aberto ao público.

Segundo Camila de Moraes, o longo é uma oportunidade para ampliar o debate sobre o racismo que mata uma parcela significativa de brasileiros. Conforme dados da CPI sobre o Assassinato de Jovens no país, criada pelo Senado, todo ano, 23.100 jovens negros de 15 a 29 anos são assassinados. São 63 mortes por dia. Um a cada 23 minutos.

Ainda neste ano, adianta Camila de Moraes, o longa-metragem deve ser exibido em outras cidades.

SERVIÇO

O Quê: Documentário “O Caso do Homem Errado” – Circuito Comercial

Quando/Horário: 22/3/2018 a 28/3/2018, às 19h // 29/3/2018 a 4/4/2018, às 17h

Local: CineBancários (Rua General Câmara, 424, Centro Histórico de Porto Alegre)

Ingresso: R$ 12 (inteira) / R$ 6 (meia)

Classificação: 10 anos

Capacidade do Cinema: 81 lugares

FICHA TÉCNICA

Produtora: Praça de Filmes

Diretora: Camila de Moraes

Roteiro: Camila de Moraes, Mariani Ferreira e Maurício Borges de Medeiros

Produção Executiva: Camila de Moraes e Mariani Ferreira

Elenco: (Depoentes): Juçara Pinto, Paulo Ricardo de Moraes, Ronaldo Bernardi, Luiz Francisco Corrêa Barbosa, João Carlos Rodrigues, Jair Kirschke, Edilson Nabarro, Renato Dornelles, Paulo Antônio Costa Corrêa, Waldemar Moura Lima, Vera Daisy Barcellos, Romeu Karnikowski, Aline Gerber

Direção de Fotografia: Maurício Borges de Medeiros

Trilha Sonora: Rick Carvalho

Montagem: Maurício Borges de Medeiros

Desenho de Som: Guilherme Cássio dos Santos

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta