Parlamentares defendem inclusão social de pessoas com síndrome de Down

SESSAO DOW 23.jpg
Fotos: Gilmar Felix/Câmara dos Deputados

Em sessão solene da Câmara Federal realizada nesta sexta-feira (23) para homenagear o Dia Internacional da Síndrome de Down, a deputada Erika Kokay (PT-DF) pediu o fim do preconceito e da discriminação que sofrem as pessoas com a síndrome. “Uma mutação cromossômica não deve ser impedimento para que vejamos em todas as pessoas a potencialidade humana. Ser diferente é normal”, afirmou a deputada, que propôs a sessão.

A deputada Carmen Zanotto (PPS-SC), em seu discurso, ressaltou que é preciso respeitar as diferenças. Ela parabenizou a professora Debora Seabra, portadora de síndrome de Down, que recentemente foi vítima de discriminação nas redes sociais pela desembargadora Marília Castro Neves. “Que você [Debora] continue nos ensinando muito mais do que aqueles que são muitos letrados”, destacou.

Em mensagem enviada ao plenário, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, elogiou a celebração do Dia Internacional da Síndrome de Down, comemorado em 21 de março. Ele disse que a data mostra a importância de olhar para o outro sem preconceitos.

Maia também ressaltou que a sociedade deve buscar a plena integração das pessoas com síndrome de Down. “O alto grau de sociabilidade faz com que essas pessoas se destaquem em muitas atividades a que se dedicam, das quais participam com empenho e alegria”, destacou.

Aprovação de projeto

A Câmara aprovou nesta semana o aumento do repasse de verbas para a educação inclusiva (Projeto de Lei 3042/15), o que beneficiará os portadores de síndrome de Down.

Também foi aprovado o regime de urgência para o Projeto de Lei 9521/18, que inclui as pessoas com síndrome de Down entre as beneficiárias da isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) na compra de automóvel novo.

Da redação, com Agência Câmara Notícias

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: