MG: Em clima de comemoração pela boa safra de algodão, Amipa promove Dia de Campo  

algodao colheita embrapa 19 6
Foto: Embrapa/Arquivo

Com a colheita em andamento, os produtores de algodão em Minas Gerais já comemoram os resultados da atual safra 2017/18: a melhor dos últimos anos. A área plantada no estado saltou de 15.848 hectares da temporada passada para atuais 25.250 hectares, elevando a produção de 27 mil para 43 mil toneladas, entre os dois períodos, confirmando a estimativa da Associação Mineira dos Produtores de Algodão (Amipa), divulgada no início deste ano. A qualidade da fibra produzido nas quatro regiões produtoras mineiras também anima os produtores. Diante desse clima, a Amipa promove no dia 27 de junho, a partir das 8h, seu Dia de Campo. A edição 2018 será na Fazenda Amipa, no distrito de Santana de Patos, às margens da BR-146, a 50 km de Patos de Minas. Entre os principais focos deste evento está o controle biológico de pragas.

O Dia de Campo Amipa é um evento tradicional e cheio de novidades. Em 2017, reuniu cerca de 380 pessoas na Fazenda Engenho Velho, município de Patrocínio. Nesta edição 2018, um dos destaques é a presença de uma delegação internacional composta em sua maioria por 40 agrônomos africanos, provenientes de países como Malawi, Moçambique, Quênia, Tanzânia e Zimbábue, que vem em busca de treinamento e conhecimento de tecnologias aplicadas pelos produtores mineiros no cultivo do algodão. “Esses profissionais africanos já estão no Brasil onde ficam por cerca de 90 dias. Antes de marcarem presença no Dia de Campo, eles terão participado de um curso de capacitação e transferência de tecnologia, na Universidade Federal de Lavras, em Minas, que tem também apoio da nossa Associação”, informa o diretor executivo da Amipa, Lício Pena de Sairre. O diretor acrescenta que na programação da comitiva africana consta ainda a participação em aulas práticas aplicadas em Catuti, município produtor de algodão da região Norte de Minas e ainda em Patos de Minas e Uberlândia. Nesse processo de intercâmbio, técnicos ligados à Amipa foram enviados até Moçambique onde realizaram uma fase de treinamento e capacitação de profissionais africanos.

Como no ano passado, a presença de uma caravana de produtores familiares associados à Amipa, provenientes da região Norte do estado, também está confirmada.

A programação deste Dia de Campo envolverá a apresentação ao público de áreas de algodão cultivado em competição de variedades, exposição de máquinas agrícolas e palestras de alto nível com as seguintes temáticas e respectivos palestrantes: “Atribuição, Ocupação e Uso das Terras no Brasil – Dados do CAR e a Cotonicultura Mineira”, proferida por Evaristo de Miranda, doutor em Ecologia pela Universidade de Montpellier (França) e chefe geral da Embrapa Territorial; “Manejo Moderno de Pragas”, por Alexandre de Sene, doutor em Entomologia pela ESALQ/USP e professor do Curso de Agronomia do Centro Universitário Moura Lacerda; “Perspectivas para Mercado de Algodão Safra 2018/19 e Estratégias de Compra de Insumos”, por Vitor Ikeda, analista do Departamento de Pesquisa e Análise Setorial do Rabobank Brasil; e “Sistemas Produtivos com a Cultura do Algodão”, por Wanderlei K. Oishi, engenheiro agrônomo e consultor da Quality Cotton Consultoria Agronômica.

Evento aberto

O Dia de Campo Amipa é aberto ao público e contará com a presença de cotonicultores, produtores rurais interessados na cultura, técnicos, agrônomos e consultores, além de corretores de pluma, tradings e representantes da indústria têxtil e entidades de classe. O evento tem o apoio técnico do Grupo de Estudos do Algodão Mineiro e parceria com o governo de Minas/Secretaria de Agricultura, Programa Mineiro de Incentivo à Cultura do Algodão (Proalminas), Fundo de Desenvolvimento da Cotonicultura no Estado de Minas Gerais (Algominas), Instituto Brasileiro do Algodão (IBA), e Aprosoja/MG. Entre as marcas presentes estão Basf, Bayer, FMC, Ihara, Instituto Matogrossense do Algodão (IMAmt), J&H, Laboratório Farroupilha/Lallemand, Rabobank, Syngenta, TMG, Copave Fiat, Cooperpluma, Ditrasa, Futura/Stara, Maqnelson e Moraes.

Fazenda Amipa

O local onde acontecerá o Dia de Campo 2018 – Fazenda Amipa – é um propriedade adquirida pela associação no fim do ano passado para, segundo planejamento, ser transformada num centro de pesquisa e treinamento voltado à cotonicultura mineira.  “É um local destinado a realização de estudos de novos manejos agronômicos, validação de tecnologias, experimentação, treinamentos e capacitações”, detalha o diretor executivo da Amipa, Lício Pena de Sairre. A propriedade tem 276 hectares dos quais 184 plantados com algodão. Destes, 40 são destinados aos campos demonstrativos de competição de variedades conduzidos pela Amipa.

Da redação, com Amipa

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta