Gaúcha participante do programa CNA Jovem tem projeto reconhecido pela ONU

 

 

mariana_0 cna jovem
Mariana receberá premiação da ONU Meio Ambiente – Foto: CNA/Divulgação

Participante da segunda edição nacional do CNA Jovem, programa de desenvolvimento de lideranças no campo  executado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), a gaúcha Mariana Martins de Oliveira teve seu projeto reconhecido no prêmio Jovens Campeões da Terra, organizado pela ONU Meio Ambiente.

Mariana receberá uma premiação especial pela relevância do tema abordado no trabalho “A economia circular como oportunidade de promover a sustentabilidade nas agroindústrias brasileiras”, escolhido entre os 50 melhores de um total de 760 projetos de todo o mundo. A ONU Meio Ambiente é a principal autoridade mundial em questões ambientais.

A representante do Rio Grande do Sul vai desenvolver um plano de ação voltado para as agroindústrias brasileiras, baseado no modelo de economia circular que tem por objetivo reincorporar os resíduos ao sistema de produção. Mariana explica que a economia circular busca a mudança de toda a estratégia no processo de produção, desde o início até o consumidor final.

“A ideia de trabalhar com a economia circular surgiu durante um encontro do CNA Jovem nacional em Brasília, depois que assistimos à palestra sobre o tema ministrada pela especialista Luísa Santiago, representante da Fundação Ellen MacArthur no Brasil”, disse.

“O conceito já é bastante difundido na Europa e na China, mas ainda assim são voltados para outros setores como a invenção de embalagens comestíveis ou produção de tênis com matéria-prima que seria descartada”, afirmou.

Para a execução do projeto, Mariana já fechou parceria com uma agroindústria de laticínios em Seberi, no Rio Grande do Sul, para a realização do diagnóstico, pesquisas e obtenção de resultados.

Não existe ação específica na agroindústria no mundo. Esse é meu grande desafio. Vou tentar buscar soluções para elaborar um plano específico para a agroindústria, pesquisando exemplo de outros setores”, disse Mariana.

Premiação

Como parte da premiação, a jovem foi convidada para participar de uma comunidade de experts em meio ambiente chamada Environmental Changemaker Community. Ela também vai receber uma mentoria online, com especialistas selecionados do quadro de 16 mil colaboradores da Covestro a fim de fortalecer a viabilidade e o impacto do seu trabalho.

Com apoio técnico e financeiro, a Covestro e a ONU Meio Ambiente esperam ajudar os jovens a transformarem suas ideias em soluções práticas para os problemas ambientais e inspirarem outros a tomarem ações.

Rede CNA Jovem

Mariana soube do prêmio Jovens Campeões da Terra por meio de uma ação conjunta das equipes da Superintendência de Relações Internacionais da CNA e do Senar, que acionaram a Rede CNA Jovem, um ambiente de conexão de egressos do programa de todo o país onde eles interagem remotamente.

De acordo com a gestora nacional do Programa CNA Jovem, Fernanda Jackeline Nonato, o objetivo da rede é impulsionar as lideranças na realização de seus propósitos e projetos, aproximando-os dos objetivos do Sistema CNA, em especial aqueles com alto potencial de impacto no setor.

“Nosso papel na rede é, acima de tudo, fazer conexões. E foi o que aconteceu com a Mariana. Divulgamos a premiação entre os jovens da rede e convocamos os jovens que possuem projetos de liderança na área ambiental para concorrer.”, destaca Fernanda.

“O resultado alcançado pelo projeto da Mariana nos deixou muito satisfeitos, pois o tema da economia circular foi apresentado aos jovens na etapa nacional do CNA Jovem em 2016. Hoje é tratado cada vez mais como a economia do futuro e que trará mais sustentabilidade para o nosso setor. E o trabalho da Mariana é exatamente sobre isso”, afirma a gestora.

Fernanda explica que o trabalho da Rede CNA Jovem não para. “Pretendemos auxiliar a conectar o trabalho da jovem com a Fundação Ellen MacArthur e ver de que maneira eles podem colaborar.”

Da CNA

 

 

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: