Insegurança jurídica traz prejuízos ao agro, conclui debate no STJ

seminario agro stj
Em seminário em Brasília, produtores e juristas debatem temas de interesse do agro – Divulgação

Uma das mais importantes atividades econômicas do Brasil, a agricultura é responsável por sustentar a balança comercial, gerando riqueza e empregos. Apesar disso, o setor vive uma instabilidade jurídica sem precedentes, com conflitos na Justiça e demandas ramificadas desde a área ambiental até o direito tributário.

Esse panorama preocupa não só os agricultores como também parte do Judiciário brasileiro. A fim de debater amplamente o tema, representantes dos dois setores participaram, nesta quarta-feira (26), em Brasília, do simpósio “O agronegócio na interpretação do STJ”, promovido com o apoio do Instituto Justiça & Cidadania.

Ao apresentar o painel “O agronegócio brasileiro no cenário mundial”, o presidente do Instituto Pensar Agro (IPA), Fábio Meirelles Filho, comentou a instabilidade do segmento. “O agronegócio brasileiro vive, hoje, um clima de total insegurança jurídica. Agricultores que trabalham arduamente para garantir a segurança alimentar da população veem suas terras invadidas e correm o risco de interromper a sua produção. Já o Funrural, que era inconstitucional e passou a ser constitucional, gerou uma dívida impagável. O resultado disso é um setor em crise sustentando um país em crise.”

Apesar da insegurança jurídica, a produção agrícola segue quebrando recorde ano após ano. Na Bahia, uma supersafra coroou a temporada 2017/18. Os números foram apresentados pelo vice-presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Luiz Antônio Pradella, durante o simpósio. Em sua exposição, Pradella confirmou a vocação agrícola da região e mostrou como o agronegócio contribui também para o desenvolvimento social.

“A atividade, além de ser a mola-metre da economia regional, exerce papel fundamental para a transformação social. É só visitar as regiões onde o agronegócio atua para comprovar como é importante e transformador na vida das pessoas, seja na formação e capacitação profissional, seja na geração de emprego e renda. Isso significa que o agricultor investe não somente nas lavouras, mas também na qualidade de vida dos funcionários e de suas famílias.”

Da Aiba

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: