Polícia Ambiental usa WhatsApp para incentivar adoção de cães e gatos

caes_adocao 10 12
Grupo criado há seis meses já possibilitou a adoção de 250 animais domésticos no DF – EBC

Do G1

Em seis meses, 220 cães e 50 gatos foram adotados por moradores do Distrito Federal a partir de anúncios da Polícia Militar Ambiental compartilhados pelo WhatsApp. O grupo de mensagens foi criado em junho para ajudar animais abandonados e vítimas de maus-tratos.

Desde 2017, o número também recebe comunicados de venda ilegal e de pedidos de resgate de animais domésticos, selvagens e exóticos. O motivo é que, na época, a polícia resgatava cerca de 10 animais por dia em todo o DF.

Entre os animais adotados, gatos e os cachorros sem pedigree (vira-latas) têm maior dificuldade de aceitação por novos donos, segundo os militares. Para participar do grupo, é preciso enviar um WhatsApp para o número (61) 9-9351-5736.

Animais domésticos abandonados ou perdidos – que não sofreram violência – não são resgatados pela Polícia Ambiental, porque não há prática de crime. Mesmo assim, pelo mesmo número de celular, os militares ajudam na adoção.

O número de pets abandonados tende a aumentar em feriados e períodos festivos, como o Natal e o ano-novo, segundo a polícia, especialmente em razão das viagens. A sugestão é que os donos busquem cuidadores provisórios – até mesmo no grupo de WhatsApp da corporação.

Como funciona?

Depois que a Polícia Ambiental recebe uma denúncia de maus-tratos, os militares vão até o local para apurar o crime. Caso seja identificado, o infrator é responsabilizado e os animais, apreendidos.

Em seguida, são acionados veterinários e protetores voluntários para os pets que precisarem de cuidados. Após o tratamento, os policiais fazem fotos dos cachorros e gatos e compartilham no grupo de WhatsApp.

Os interessados devem buscar o animal na sede do batalhão, que fica dentro do Parque Ecológico de Águas Claras, e assinam um termo de compromisso.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: