Comida di Buteco agita 21 cidades do país de 12 de abril a 5 de maio

comida di boteco
Aline e Thiago, coordenadores do concurso em Uberlândia – Beto Oliveira/Divulgação

Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador e Belo Horizonte são algumas das cidades brasileiras que recebem, a partir de 12 de abril (sexta-feira), mais uma edição do Comida Di Buteco, maior concurso nacional de cozinha de raiz. A proposta é eleger o melhor boteco do país por meio da degustação de petiscos servidos em cada um dos estabelecimentos participantes e que, em muitos casos, usam receitas tradicionais. O evento vai até 5 de maio e ocorrerá simultaneamente em outras oito capitais e em sete importantes municípios, entre eles, Uberlândia (MG).

De acordo com Thiago Gentil, um dos coordenadores regionais do concurso, o Comida Di Buteco cresceu ao longo desses 20 anos. “Começou em Belo Horizonte e hoje é um concurso nacional. Em 2018, registramos 600 mil votos válidos, com a participação de 5 milhões de pessoas em todo o Brasil nos 650 estabelecimentos participantes.”

O Comida Di Buteco privilegia a culinária de raiz, a tradição dos pais para os filhos, o temperinho exclusivo do petisco servido com aquela cerveja geladíssima, características que fazem do concurso parte do calendário de eventos gastronômicos em muitas cidades brasileiras.

20 anos de concurso

O ano de 2019 é um marco importante para o projeto, pioneiro do segmento no país que completa 20 anos de história. São 20 anos contribuindo com o empreendedorismo e transformando vidas em todo o Brasil.

Para celebrar duas décadas, a grande novidade dessa edição é o tema 20 anos de Comida Di Buteco, que culmina na venda do petisco concorrente a R$ 20, não havendo ingrediente obrigatório nas receitas.

Em Uberlândia o evento chega à sua 12ª edição com participação de 19 bares, sendo que sete são estreantes. Em 2018, o Bar do Carlinho foi o vencedor do Comida Di Buteco na cidade, com o prato “Bolinho Caipira”. O Mussa Petisqueira ficou com a segunda colocação, com o “Rocambole de Frango” e em terceiro lugar, o Bar do Betão, com o prato “Tilápia em pé do Betão”.

Além de Uberlândia, outras 20 cidades, incluindo Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Belo Horizonte, recebem a competição. São elas: Belém, Campinas, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Juiz de Fora, Manaus, Montes Claros, Poços de Caldas, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Vale do Aço.

Jurados

Ao longo dos 24 dias de concurso, todos os botecos são avaliados pelo público que vai até o bar saborear o petisco participante e por um corpo de jurados mantidos sob sigilo.

Cada cliente que provar o petisco recebe uma cédula de votação no bar e tem que dar sua avaliação no local. São avaliados, com notas de 1 a 10, a higiene, o atendimento, a temperatura da bebida e o petisco (que leva 70% do peso da nota; os demais quesitos tem peso de 10% cada). O voto do júri pesa 50% e do público os outros 50%.

Ao final, um instituto de especializado faz a apuração do grande vencedor, que recebe premiação dos patrocinadores do evento. Após a escolha do melhor boteco de cada uma das cidades participantes, ainda ocorre a eleição nacional para eleger o melhor boteco do Brasil. Essa eleição é decidida apenas com o voto de um júri especializado que viaja o país para dar sua nota.

O vencedor será divulgado no dia 20 de maio em uma festa que reúne todos os “botequeiros” participantes e patrocinadores, em locais e horários a serem definidos.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: