China deve importar melão do Brasil e habilitar novos frigoríficos

presidente bolsoro ministros china 24 10 19
Foto: Presidência da República/Divulgação

A China deve importar melão produzido no Brasil e habilitar novos frigoríficos para que possam exportar àquele país. Em contrapartida, o governo brasileiro vai autorizar a compra de pera do mercado chinês. O anúncio foi feito pela ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina.

“Muitas coisas estão caminhando com muita celeridade. No caso das frutas, devemos ter o anúncio da abertura de melão do Brasil para China e de pera da China para o Brasil”, disse a ministra da Agricultura, que se reuniu nessa quarta-feira 23 com o colega chinês, Han Changfu.

Tereza Cristina adiantou ainda que novos frigoríficos brasileiros devem ser autorizados a vender carnes ao mercado do país asiático. “Temos mais habilitações que devem acontecer no intervalo de dias entre a visita do presidente Bolsonaro à China e a visita do presidente Xi Jinping ao Brasil.”,

Esta é a segunda viagem da ministra à Pequim. A primeira foi em maio deste ano. Tereza Cristina chegou à China no fim de semana passado e nessa quarta 24 se juntou à delegação do presidente Jair Bolsonaro. Nesta quinta, a delegação visitou a Muralha da China e depois se reuniu com o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, Paulo Skaf.

Ela também destacou a importância da continuidade das conversas entre maio e outubro deste ano. “Tivemos alguns avanços. A viagem de maio foi importantíssima para uma abertura maior entre o Ministério da Agricultura e o GACC (aduana chinesa).”

A ministra ressaltou o importante mercado que se abre para a produção pecuária brasileira. “Hoje o mercado de carnes está em ebulição aqui, a necessidade [do produto] é muito grande. Então, aqueles frigoríficos que estão preparados com os protocolos para exportar para China terão oportunidade [de vender àquele país].”

Na área agrícola, segundo Tereza Cristina, estão sendo acertados protocolos para exportação de farelo de algodão e de soja, mas essa negociação exige mais conversas entre as equipes técnicas dos dois países. A China também manifestou interesse no açúcar e no etanol brasileiros.

“Há interesse deles no açúcar, no algodão e até no etanol”, enfatizou. As tratativas sobre o biocombustível, assinalou, ainda estão em fase inicial. “Mas, vamos caminhar para uma discussão também sobre esse assunto”, afirmou a ministra.

Tereza Cristina reforçou a importância da parceria entre o Brasil e a China – um país que precisa alimentar 1,4 bilhão de pessoas. “Eles têm necessidade [de alimentos], porque estão colocando no mercado de consumo mais de 300 milhões de pessoas.”

“Temos que aproveitar essa oportunidade, entregando o que eles querem: volume, alimento de qualidade e preços que possam estar ajustados aqui no mercado chinês”, completou.

Nesta sexta-feira (25), a ministra participa do Seminário Empresarial Brasil-China, integrando a comitiva do presidente Bolsonaro. A palestra de Cristina Tereza é sobre as relações entre o agronegócio brasileiro e chinês. A ministra retorna ao Brasil neste fim de semana.

Da redação, com o Mapa

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

2 comentários em “China deve importar melão do Brasil e habilitar novos frigoríficos

  • 25 de outubro de 2019 em 13:26
    Permalink

    Sera importante para o Brasil essa parceria comercial. No entanto, infelizmente, o país não quer investir em mão de obra qualificada. Sem concurso para auditor fiscal Federal (agrônomo, zootecnista), excedentes do concurso de 2017 para AFFA com formação em MEDICINA VETERINÁRIA que até o momento não foram nomeados e o Brasil precisando desses profissionais, habilitar exportações pode não levar a nada!

    Resposta
  • Pingback:China opens its market to Brazilian melons - Food Traders Online

Deixe uma resposta