Valor da produção agropecuária de 2019 é de R$ 600,93 bi, diz Mapa

bovinos 14 2 19 breno lobato embrapa
Pecuária puxa crescimento do setor – Breno Lobato/Embrapa

O valor bruto da produção agropecuária (VBP) deste ano, estimado em R$ 600,93 bilhões, está próximo ao recorde de 2017, de R$ 604,16 bilhões (em termos reais), o maior desde o início da série, em 1989. A alta em relação ao ano passado é de 1,4%, conforme nota divulgada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), nesta segunda-feira (17).

Segundo José Garcia Gasques, coordenador-geral de Estudos e Análises da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, o montante não deve mudar muito até o fim do ano, uma vez que o fechamento depende apenas das culturas de inverno e do trigo.

A pecuária vem liderando o crescimento, com aumento real de 4,1%, o que mostra recuperação da atividade. Já as lavouras se mantêm estáveis, com valor semelhante ao do ano passado.

O crescimento da pecuária se deve principalmente a bovinos, suínos e frangos. Entre esses, o destaque é do frango, com elevação de 13% no valor da produção. As duas atividades com pior resultado são as de leite e ovos, ambos com redução do VBP.

Agricultura

“Há uma quantidade relativamente grande de produtos que estão apresentando bom desempenho”, destaca Gasques. “Mas os de maior destaque são o algodão, o amendoim, a banana, a batata inglesa, o feijão, a laranja, o milho, o tomate e o trigo”.

Alguns produtos se recuperaram na comparação com 2018. “Os resultados favoráveis de feijão e milho se devem à segunda safra do milho, que teve aumento excepcional de produtividade e à segunda e terceira safras do feijão”, assinala.

Na agricultura, os produtos com redução de faturamento são o café (23,8%), arroz (7,5%), a cana-de-açúcar (5,4%), mandioca (9,6%), soja (13,6%) e uva (5,4%). A maior redução absoluta ocorreu em soja, da ordem de R$ 20 bilhões.

“São poucos produtos, mas com peso enorme no valor da produção”, observa o coordenador. “Esses vêm afetando negativamente o resultado do PIB (Produto Interno Bruto) agropecuário, como o IBGE mostrou nas Contas Nacionais ao divulgar os dados do primeiro trimestre.

Preços maiores do que os do ano passado têm sido observados em diversos produtos. Isso vem ocorrendo, principalmente, com amendoim, banana, batata-inglesa, cebola, feijão, laranja e tomate. Com exceção de amendoim e laranja, os outros têm variação de preços determinada principalmente pelas estações.

Desempenho regional

Os resultados regionais do VBP confirmam a liderança do Centro-Oeste, com valor de R$ 171 bilhões. Em seguida, aparecem o Sul, com R$ 148,8; Sudeste, R$ 146 bi; Nordeste, R$ 57 bi, e, o Norte, R$ 35,7 bi.

Entre os estados, a liderança é de Mato Grosso, com VBP de R$ 91 bilhões, de acordo com o Mapa.

Da redação, com informações do Mapa

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta