Vídeo: “Nos socorra, presidente”, clama produtor de leite goiano a Bolsonaro

Cabelos grisalhos, sotaque goiano impregnado na fala articulada e conhecedora dos problemas da cadeia brasileira de lácteos, Edilberto Carneiro é mais um dos produtores de leite que foi à frente da câmera do celular para reclamar da crise vivida pelo setor. Veja o vídeo acima, divulgado via grupos de WhatsApp do Movimento Construindo Leite Brasil e Inconfidência Leiteira.

No vídeo, gravado diante do curral de sua propriedade, no município de Palminópolis, interior de Goiás, Edilberto pede socorro ao presidente Jair Bolsonaro e à ministra Tereza Crisrtina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) para superar mais uma forte turbulência enfrentada pelo segmento.

Edilberto ressalta que atual crise do setor – situação que se repete em todo o segundo semestre do ano desde 2015 – é resultado da redução de preço do litro de leite aos pecuaristas. A queda da cotação do produto, assinala, é provocada pelo desequilíbrio existente dentro do setor, com predomínio dos laticínios e do comércio, pela concorrência com a Argentina e o Uruguai e pela alta carga tributária.

“Conhecereis a verdade”

“Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”, cita Edilberto, pouco depois do início do vídeo, repetindo o versículo bíblico – João 8.32 – usado frequentemente por Bolsonaro na campanha eleitoral de 2018 e durante esses seus primeiros seis meses e meio de mandato.

– Precisamos de libertação, presidente, e ela só vem com a verdade. Então, nós vamos colocar a verdade da cadeia produtiva – diz Ebilberto.

– Presidente, a cadeia produtiva do leite tem quatro agentes principais: o produtor, a indústria, o varejo, ou seja, os supermercados, e o consumidor. Presidente, há mais de 30 anos, o produtor e o consumidor estão sendo sacrificados em favor da indústria e dos supermercados. É o poder econômico – dispara.

Em seguida, começa a enumerar os problemas do setor e reforça a Bolsonaro e a Tereza Cristina o pedido de apoio ao setor.

– A cada crise, a cada ano, esses dois elos da cadeia produtiva, a indústria e o supermercados, descarregam todo o ônus em cima do produtor. Agora, por exemplo, estamos amargando uma queda no preço do leite de trinta centavos [por litro], num mês só. Isso corresponde a quinze, vinte, vinte cinco por cento da remuneração – relata, no vídeo de 4min204s.

 

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: