Deputado goiano propõe penas mais duras para enfrentar criminalidade no campo

deputado ze mario audiencia publica seguançao publica cleia viana camara
Audiência pública debate insegurança na zona rural – Foto: Cleia Viana/Câmara

O Legislativo e as forças de segurança pública precisam desenvolver um trabalho conjunto para endurecer as penas e desencorajar os criminosos, buscando enfrentar a violência no campo, diz o deputado federal Zé Mário (DEM-GO). “Muitas vezes, há um desequilíbrio entre o crime e a pena. Existem bandidos que acham que o crime vale a pena quando a condenação não passa de seis meses.”

Com o objetivo de começar a aproximação entre o Parlamento e as corporações policiais, o deputado goiano promoveu, na última quinta-feira 12,   audiência pública na Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados para debater a segurança e a criminalidade no campo.

“Por serem muito isoladas, as propriedades rurais têm sido alvo de ataques de bandidos e assassinos, que vão lá para subtrair o patrimônio dos produtores rurais e, muitas vezes, atentar contra a própria vida das pessoas”, assinalou Zé Mário, que também integra a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).

A audiência teve a participação do tenente-coronel Daniel Galvão, da PM de Goiás, do capitão Rafael Branquinho, da PMDF, do capitão Íncare Correia, da PM do Paraná, e do tenente-coronel Antonio Zinga, da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, além do coordenador administrativo da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Carlos Frederico.

Em Goiás, informou o tenente-coronel Galvão, o programa Patrulha Rural Georreferenciada tem contribuído para uma grande queda nos índices de violência. Além de 50 viaturas, o programa conta com treinamento especializado para os agentes, cadastro dos funcionários e das propriedades rurais e monitoramento por satélite.

No Distrito Federal, o programa Guardião Rural, que identifica os imóveis rurais com placas refletoras e numeradas, igualmente tem melhorado a atuação da PM. “As áreas rurais têm iluminação pública, e a placa com adesivagem refletiva facilita a chegada dos policiais aos locais de crime”, disse o capitão Branquinho.

Tríplice fronteira

O tenente-coronel Zinga compartilhou a experiência da BM na prevenção e combate ao crime na tríplice fronteira entre Brasil, Argentina e Uruguai. “Nossos principais programas são o Avante Rural, com operações integradas de barreiras policiais, e o Café com Segurança, um espaço para ouvirmos as demandas dos moradores do campo.”

O Paraná conta, desde 209, com a Patrulha Rural Comunitária. De acordo com o capitão Correia, o programa faz uso de tecnologia e georreferenciamento, a exemplo de Goiás.

Ao final da audiência, Carlos Frederico apresentou os trabalhos realizados pela CNA para promover a segurança no campo, como a pesquisa Vitimização Rural e o painel sobre Segurança Rural, que já está em sua segunda edição.

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: