Oeste baiano: Cultivo de soja ganha força em Santa Rita de Cássia

santa rita chapada cerrado soja 4 print screen
Foto: Divulgação

Um novo polo de cultivo de grãos, principalmente soja, começa a despontar na fronteira agrícola do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia). É uma área de 300 mil hectares de cerrado que se espalha por uma chapada entre os municípios de Santa Rita de Cássia, no oeste da Bahia, e de Parnaguá e de Sebastião Barros, no extremo sul do Piauí. Só no município baiano, há 150 mil hectares com potencial agricultável.

A exemplo do que ocorreu em outros municípios do oeste baiano – como Luís Eduardo Magalhães e São Desidério – e do sul piauiense, o plantio de soja em Santa Rita de Cássia tem as digitais de agricultores que saíram do Rio Grande do Sul e do Paraná há anos em busca de novas fronteiras agrícolas.

“Esta região do extremo oeste baiano tem clima, altitude e solo propícios à agricultura”, diz o produtor gaúcho Carlos Betto, que está em Santa Rita de Cássia há mais de 10 anos. Ele é um dos cerca de 20 agricultores sulistas que apostam no crescimento das lavouras naquela área.

santa rita chapada cerrado soja 3 print screen
Foto: Divulgação

“Temos precipitações em bom volume (1.400 milímetros) ao longo do ano e a terra é plana, com 45% da argila, em média”, acrescenta Betto. “Ao contrário de outros municípios da região, cujo solo é arenoso, aqui é mais argiloso, o que é bom para a agricultura.”

Atualmente, cerca de 10 mil hectares são ocupados por lavouras no cerrado entre Santa Rita de Cássia, Parnaguá e Sebastião Barros. Na safra passada, segundo Betto, a produtividade ficou entre 60 e 65 sacos de soja (60 kg) por ha. “Agronomicamente, a região é muito boa, com possibilidade de plantio na safrinha”, reforça.

A falta de infraestrutura, queixa-se Betto, está freando a expansão da região. “Temos problemas com acesso, porque falta asfaltar um trecho de 15 quilômetros que leva até a chapada, e de fornecimento de energia elétrica”. A expectativa, assinala, é que os governos da Bahia e do Piauí resolvam esses problemas o mais rápido possível.

“Já há outros agricultores de estados do Sul interessados em investir aqui, o que contribuirá para o desenvolvimento socioeconômico de Santa Rita, Parnaguá e Sebastião Barros. Nesta semana mesmo, um grupo de produtores gaúchos esteve visitando a região e ficou impressionado com o potencial de produção agrícola, onde até a soja guaxa (originária de grãos perdidos) nasce facilmente. Por isso, esperamos que os problemas de infraestrutura mais emergenciais sejam solucionados logo.”

santa rita chapada cerrado soja 0 print screen

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: