Abrafrigo prevê novas alta nos preços da carne bovina ao consumidor

 

bovinos rondonia governo
Oferta restrita de animais eleva preço da carne – Foto: Gov. RO 

O crescimento das exportações, a habilitação de novas plantas de frigoríficos para comércio exterior, a abertura de novos mercados e a oferta restrita de animais vem provocando o aumento nos preços da carne bovina, principalmente a partir de agosto passado, segundo a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo). A tendência, informa a entidade, é que o consumidor continue pagando mais caro pelo produto.

“É uma situação de mercado, que fortalece todo o setor da pecuária, do criador às empresas, e que é inevitável diante da procura pelo produto brasileiro, já que há muito tempo não ocorriam elevações nos preços ao consumidor”, diz o presidente executivo da Abrafrigo, Péricles Salazar.

De acordo com ele, tradicionalmente as exportações de carne bovina representam aproximadamente 20% da produção total do país, mas no momento este percentual está sendo ultrapassado pelas compras da China e Rússia, que voltaram a habilitar novos frigoríficos brasileiros para vender para aqueles mercados.

Além disso, assinala Péricles, estão surgindo novos clientes importantes, como Turquia e Indonésia. Segundo levantamento da Abrafrigo, de agosto deste ano em diante, esse movimento de subida de preços se acentuou até atingir o momento de ser irreversível a partir de outubro.

“Nesses três meses, os preços da carne bovina subiram 25% e não há como deixar de repassar as elevações ao consumidor, pelo menos enquanto a oferta de bois continuar restrita, o que deverá se manter por algum tempo em consequência do aumento das exportações”, enfatiza o dirigente da Abrafrigo.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: