Produtores da região de Uberaba vão criar Câmara de Segurança no Campo

marcio guapo 2 divulgacao
Márcio Guapó, presidente do Sindicato Rural de Campo Florido – Foto: Divulgação

Da redação/AGROemDIA

A exemplo de outros polos agrícolas brasileiros, os produtores dos municípios mineiros da região de Uberaba também estão preocupados com o avanço da criminalidade na área rural. Para criar uma estratégia capaz de reforçar a proteção de suas propriedades, eles anunciaram o lançamento, no próximo dia 17 de dezembro, da Câmara Técnica Temática de Segurança no Campo, que atuará em conjunto com Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) e Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

A criação da Câmara Temática Técnica de Segurança no Campo foi debatida nessa terça-feira 19, em Uberaba, durante reunião do Conselho de Segurança Rural (Conser). O encontro foi articulado pela presidente do conselho, Patrícia Santa Fé, e lideranças de entidades de produtores da região, como a ABCZ (Associação Brasileira dos Criadores de Zebu), Girolando, Sindicato Rural de Uberaba e Sindicato Rural de Campo Florido.

“Esse é o resultado de um trabalho que estamos fazendo aqui na região, junto com a presidente do Conser, Patrícia Santa Fé”, disse ao AGROemDIA o presidente do Sindicato Rural de Campo Florido e diretor da Andaterra, Márcio Guapo. Segundo ele, os produtores perceberam que não bastava relatar a insegurança no campo à Secretaria de Agricultura, porque o avanço da criminalidade na área rural é um problema de segurança pública.

“Então, resolver criar uma câmara com as duas secretarias [Segurança Pública e Agricultura]. É a primeira câmara neste formato. Vamos ter na mesma mesa as duas áreas para falar de agricultura com segurança, agricultura sem segurança e segurança na agricultura”, ressaltou Márcio Guapo. O surgimento do órgão colegiado, acrescentou, é consequência de demanda dos produtores, apresentada ao secretário de Segurança de MG, general Mario Lucio Alves de Araújo.

“O general apoiou a ideia da câmara e também do Conselho de Segurança Rural de Uberaba. Tanto que pretende estender esse modelo para todo o estado de Minas Geral”, informou Márcio Guapo. De acordo com ele, o trabalho do Conser de Uberaba tem apresentado um bom resultado e inspirado os municípios vizinhos. “Aqui em Campo Florido, vamos criar um Conser, que será ligado ao de Uberaba.”

Roubos de máquinas, gado e defensivos

O campo precisa ter segurança para poder produzir com tranquilidade, enfatizou o presidente do Sindicato Rural de Campo Florido. “Nós temos que trabalhar para oferecer essa proteção aos produtores. Precisamos mostrar relevância da atividade rural, as formas de segurança, as tecnologias disponíveis, o custo disso e a importância deles cobraram medidas de apoio dos poderes públicos.”

Conforme Márcio Guapo, Campo Florido, Uberaba e outros municípios da região têm enfrentado muitos roubos de máquinas agrícolas, de gado e de defensivos agrícolas. “Isso tem causado uma insegurança muito grande no campo. Até os funcionários ficam inseguros, o que torna mais difícil mantê-los trabalhando nas propriedades.” Como exemplo da gravidade da falta de segurança, ele cita o fato de a Cemig – empresa estatal de energia elétrica de MG – não atender chamados na área rural à noite.

“Não tem como produzir sem ter segurança. Para produzir bem, é necessário segurança na zona rural”, reforçou Patrícia ao site JM Online. A câmara temática, pontuou, vai permitir ampliar o debate sobre o tema para buscar soluções que visem proteger o produtor rural da região de Uberaba.

Além de Márcio Guapo e Patrícia, participaram da reunião o presidente da Girolando, Luiz Carlos Rodrigues, o presidente do Sindicato Rural de Uberaba, Gilberto Dias, o presidente da ABCZ, Arnaldo Manuel e o secretário da diretoria do Conser, João Angelo Guidi.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: