Bolsonaro apoiará uma mulher na eleição suplementar para o Senado em MT

presidente bolsonaro 7 2 2020 carolina antunes pr
Bolsonaro participará da campanha para eleição suplementar em MT – Foto: Carolina Antunes/Pr

O presidente Jair Bolsonaro apoiará uma candidatura na eleição suplementar para o Senado em Mato Grosso, marcada para o dia 26 de abril. “Eu não posso falar o nome agora, porque seria propaganda antecipada. Mas como hoje é dia da mulher: será uma mulher”, disse Bolsonaro, ao chegar no Palácio do Planalto no fim da tarde dessa sexta-feira 6, informa a Agência O Globo.

A eleição suplementar ocorrerá em consequência da cassação da senadora Selma Arruda (Podemos-MT). Juíza da Justiça do Estado de MT e conhecida como o “Moro de saias”, Selma teve o mandato cassado pelo Superior Tribunal Eleitoral (TSE), no final de 2019, sob a acusação de caixa 2 e abuso de poder econômico. Apesar de já ter data marcada, o pleito ainda é alvo de disputa judicial.

A cassação de Selma também levou lideranças rurais de MT – principal polo agrícola brasileiro – a cogitar uma candidatura identificada com o setor para disputar a eleição suplementar para o Senado. Um dos nomes citados é o de Antônio Galvan, presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de MT (Aprosoja/MT).

Outro nome ligado ao agronegócio cogitado para disputar a vaga deixada por Selma é o do deputado federal Neri Geller (Progressistas), líder da bancada de Mato Grosso no Congresso Nacional.

Pré-candidatas

A expectativa era a de que uma possível candidatura de um representante da agropecuária do estado tivesse apoio do presidente. Afinal, o agro foi um dos primeiros setores a se engajar na campanha de Bolsonaro e mantém proximidade com o seu governo.

No entanto, com o anúncio de que Bolsonaro apoiará uma mulher, resta saber qual será a posição da base produtora rural: manterá a disposição de ter um candidato do setor ao Senado na eleição suplementar ou fará campanha para outro nome, podendo ser, inclusive, o da indicada pelo presidente?

Segundo o site Olhar Direto, de MT, entre os pretensos pré-candidatos, aparecem apenas duas mulheres: Gisela Simona (PROS), que faz parte do bloco de esquerda no estado – portanto, tem mínimas chances de ser a escolhida de Bolsonaro – e Margareth Buzzetti (Progressistas), que teve seu nome enfraquecido nos últimos dias em razão de outros filiados do seu partido, como Neri Geller, terem demonstrado interesse na vaga.

Recentemente, Margareth, empresária do setor de recapagem de pneus, esteve em Brasília e publicou imagem em suas redes sociais na qual aparece em uma janela olhando a Esplanada dos Ministérios. Na legenda, ela escreveu: “Dia muito produtivo em Brasília”. A mesma foto foi compartilhada em um grupo de WhatsApp, seguida da frase: “Aqui é meu lugar”.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta