Altas externa e do dólar impulsionam preços do café arábica

cafe graos paulo lanzetta embrapa 9 10 19
Foto: Paulo Lanzetta/Embrapa

Os aumentos dos valores internacionais do café arábica e do dólar, que, por sua vez, são influenciados pelas incertezas globais diante da pandemia de coronavírus, têm elevado as cotações da variedade no mercado doméstico.

O Indicador CEPEA/ESALQ do café tipo 6, bebida dura para melhor, posto na capital paulista, avançou 44,84 reais por saca de 60 kg (ou 8,33%) entre 17 e 24 de março, fechando a R$ 582,94/sc nessa terça-feira 24. Quanto ao dólar, finalizou a R$ 5,092 ontem, valorização de 1,82% no mesmo comparativo.

Assim, segundo informações do Cepea, o maior preço no Brasil até elevou pontualmente o ritmo de fechamento de negócios (especialmente para entrega futura), mas o atual cenário conturbado mantém a maior parte dos agentes retraída.

Do Cepea

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta