Exportações sustentam preços internos do boi gordo e da carne bovina

Foto: Fabiano Bastos/Embrapa

O bom ritmo das exportações tem sustentado os valores domésticos do boi gordo e da carne bovina no mercado atacadista da Grande São Paulo. No geral, o Cepea verifica que, diante do atual cenário de incertezas por conta da pandemia de coronavírus, muitos operadores estão negociando com cautela, vendendo e adquirindo novos lotes de animais quando há maior necessidade.

Entre 30 de abril e 6 de maio, o Indicador do boi gordo CEPEA/B3 subiu 0,55%, fechando a R$ 199,95 nessa quarta-feira 6.

Quanto às exportações, tomando-se como base a média diária de embarques de abril, de 5,814 mil toneladas, segundo dados da Secex, foram embarcadas 116,3 mil toneladas de carne bovina in natura nos 20 dias úteis do mês.

Apesar do volume de abril ser 7,6% inferior ao de março/2020 (com 22 dias úteis), ficou 6% acima da quantidade de abril do ano passado (com 21 dias úteis). Trata-se também da maior quantidade já embarcada pelo Brasil em um mês de abril.

Do Cepea

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta