Congresso simplifica liberação de águas da União para a piscicultura

Foto: Peixe BR/Divulgação

O Congresso Nacional deu um importante passo para a expansão da piscicultura brasileira, com a aprovação da Medida Provisória 915, de 2019, que dispensa de licitação os processos para uso de águas da União.

Com essa simplificação, a Secretaria de Aquicultura e Pesca (SAP) torna-se responsável pela assinatura dos contratos e a Secretaria de Patrimônio da União (SPU) realizará a entrega do patrimônio. A aprovação do processo vai requerer a autorização da SAP, Agência Nacional das Águas (ANA), Marinha e SPU.

“A licitação para outorga de águas da União era um grande gargalo para o crescimento da piscicultura brasileira. Os processos parados envolvem potencial para multiplicar por cinco a atual produção de peixes de cultivo, que em 2019 foi de 758.006 toneladas”, diz Francisco Medeiros, presidente executivo da Associação Brasileira da Piscicultura (Peixe BR). A entidade trabalhou ativamente para esta conquista da atividade.

Medeiros destaca que, a partir de agora, “a piscicultura brasileira terá condições para mudar de patamar produtivo, a partir da maior celeridade nos processos burocráticos de cessão de águas da União”.

Segundo a Peixe BR), o andamento dos processos que estão parados pode multiplicar por cinco a atual produção de peixes de cultivo no país.

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Um comentário em “Congresso simplifica liberação de águas da União para a piscicultura

Deixe uma resposta