Exportadores de grãos argentinos rejeitam restrições da China por coronavírus

Foto: Madson Maranhao/Gov. TO

Da Reuters

A câmara de exportadores de grãos da Argentina disse a importadores da China que a solicitação para que o país sul-americano declare que sua mercadoria não está contaminada pelo coronavírus é “inapropriada”, segundo uma carta vista pela Reuters nesta terça-feira 21.

Uma fonte da câmara CIARA-CEC confirmou que uma carta foi enviada no final de junho aos importadores chineses, acrescentando que a entidade dialogou com seus pares no Brasil, Estados Unidos e Canadá, que também rejeitam o pedido por uma declaração garantindo que os embarques não têm Covid-19.

Duas outras fontes, que atuam em empresas agroexportadoras da Argentina, confirmaram à Reuters as conversas entre as associações dos quatro países, que concentram praticamente toda a exportação global de soja e grande parte dos embarques de milho.

A China é a maior importadora mundial da oleaginosa. No entanto, Pequim tem restringido importações de alimentos por preocupações com a covid-19, que atualmente tem no continente americano seus principais focos de contágio.

O pedido dos importadores “é ridículo para uma mercadoria a granel que será processada e que fica mais de 15 dias viajando em navios”, disse a fonte de uma das empresas, que pediu para não ser identificada.

A carta da CIARA-CEC afirma que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que “é muito improvável que pessoas possam contrair covid-19 de alimentos”, destacando protocolos de saúde rigorosos realizados pelo setor.

O presidente do conselho do Conselho de Grãos do Canadá, Cam Dahl, disse à Reuters que a entidade está dialogando com outras instituições similares do mundo em busca de uma resposta comum à China. “Esse é mais um potencial motivo arbitrário para limitar o comércio”, afirmou.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta