Regularidade das chuvas tem favorecido a soja gaúcha, diz Emater/RS-Ascar

Foto: Emater/RS-Ascar

A regularidade das precipitações que vêm ocorrendo nos últimos dias tem favorecido a cultura da soja e o bom desenvolvimento vegetativo (30%), florescimento (44%) e enchimento de grãos (25%). No atual período trazem tranquilidade aos agricultores que haviam atrasado o início do plantio em função da baixa umidade do solo.

No geral, as condições fitossanitárias das lavouras estão boas e vêm diminuindo os relatos da ocorrência de tripes em várias regiões do estado em função do aumento da umidade, segundo o Informativo Conjuntural, divulgado nessa quinta-feira 4 pela Gerência de Planejamento da Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr).

As lavouras em estágio de floração, assinala a Emater/RS, apresentam um bom índice de flores e vagens, sendo beneficiadas pela umidade e temperaturas favoráveis à cultura que conta com 1% da área cultivada em maturação.

Já o plantio do milho está quase totalmente concluído (99%). A chuva e a pouca radiação solar ocorrida durante a semana em quase todo o estado reduziram o ritmo da colheita do grão, que chega a 37% da área total cultivada. As plantas ainda em desenvolvimento se beneficiaram com as chuvas. A cultura encontra-se 12% em maturação, 21% em enchimento de grãos, 13% em floração e 17% em germinação e desenvolvimento vegetativo.

O arroz segue em bom desenvolvimento no RS. As chuvas aumentaram o níveo dos reservatórios de água, melhorando as condições nas regiões onde havia maior restrição. A cultura encontra-se 21% em germinação e desenvolvimento vegetativo, 42% em floração, 30% em enchimento de grãos e 7% em maturação.

Olerícolas

Na regional da Emater/RS-Ascar de Ijuí, olerícolas apresentam bom desenvolvimento, principalmente as plantas em estágio mais avançado. Durante a semana, os produtores encontraram dificuldade de realizar transplantios das culturas a campo devido à alta umidade no solo.

Já nos cultivos em ambiente protegido, não há dificuldade para realização dos manejos. Elevam a incidência de ervas daninhas nos cultivos a campo e as dificuldades de realização de controle mecânico. O longo período com baixa nebulosidade provoca queda de flores e frutos nos estágios iniciais de desenvolvimento (pegamento) nas culturas do pepino, tomate e abóbora. Aumenta a oferta de olerícolas, pressionando leve baixa dos preços.

Frutícolas

Na região de Ijuí, segue intensa a colheita das culturas de melão, melancia e uva; frutos de boa qualidade e elevado grau brix. As culturas apresentam boa condição fitossanitária com as partes vegetativas, principalmente folhas, sem danos. Segue baixa a incidência de insetos nas bagas das videiras, proporcionando colheita no estádio ideal dos frutos, com mais cor e sabor.

A cultura do pêssego está sem oferta de produção local devido ao término da colheita. Há diminuição da florada e produção da cultura do morango. Permanece grande a demanda por uvas para elaboração de vinhos destinados ao consumo das famílias e às pequenas cantinas.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: