CNA propõe prorrogar financiamentos para enfrentar crise no setor leiteiro

Foto: CNA/Divulgação

Prorrogação do pagamento dos financiamentos destinados à produção de leite e a criação de uma linha de crédito para aquisição de insumos por meio dos Fundos Constitucionais de Financiamento do Norte, do Nordeste e do Centro-Oeste. Estas são alguns das propostas defendidas pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) para atenuar a crise do setor lácteo, provocada principalmente pela alta dos custos de produção.

Nesta terça-feira (23), a CNA e as superintendências de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), do Nordeste (Sudene) e do Centro-Oeste (Sudeco) discutiram alternativas para conter a crise da cadeia leiteira.

No encontro, a CNA relatou as dificuldades do setor e apresentou as ações desenvolvidas conjuntamente com o Ministério da Agricultura para reverter o cenário desfavorável.

“Precisamos de esforço conjunto para mitigar os impactos da crise do setor. Por isso, estamos em busca de alternativas para esses problemas e o que pudermos fazer para atender nossos produtores iremos fazer”, afirmou o presidente da Comissão Nacional de Bovinocultura de Leite da CNA, Ronei Volpi.

No dia 8 deste mês, o superintendente técnico da CNA, Bruno Lucchi, pontuou para a ministra Tereza Cristina as propostas do setor para dar fôlego aos produtores diante das dificuldades que vêm enfrentando, como facilitar a compra de insumos e a prorrogação dos financiamentos. Entre elas, a adiamento do pagamento dos financiamentos destinados à produção de leite e a criação de uma linha de crédito para aquisição de insumos por meio dos Fundos Constitucionais de Financiamento do Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Foto: CNA/Divulgação

“Queremos fazer uma ação preventiva porque a situação vai se agravar. Sabemos que os bancos que atuam com os fundos constitucionais já trabalham com linhas de crédito de custeio que financiam insumos e retenção de matrizes. A dificuldade do produtor é acessar esse crédito. Esse é o cerne da questão”, destacou Bruno Lucchi.

“Precisamos pensar em formas de desburocratizar e ter agilidade nessa prorrogação ou uma nova linha de crédito que esse produtor pode tomar”, completou.

Os superintendentes Louise Caroline Campos (Sudam), Nelson Filho (Sudeco) e Evaldo Cruz Neto (Sudene) afirmaram que têm interesse em fomentar o setor e devem articular ações em conjunto para essa finalidade. A CNA subsidiará tecnicamente as superintendências para que medidas emergenciais sejam disponibilizadas aos produtores.

*Com informações da CNA

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: