Setor leiteiro e regularização fundiária, prioridades da Comissão de Agricultura em 2021

Deputada Aline Sleutjes, presidente da Comissão de Agricultura da Câmara – Foto: Câmara/Divulgação

“Vamos desenvolver ainda mais o agro do nosso país”, disse a presidente da Comissão de Agricultura da Câmara Federal, deputada Aline Sleutjes (PSL-PR), ao citar os projetos prioritários do colegiado para este ano. Entre eles, a regularização fundiária, o licenciamento ambiental, a regulamentação dos defensivos e programas de apoio à agricultura familiar e aos produtores de leite, entre outros.

Segundo ela, a regularização fundiária estabelecerá os direitos e deveres dos agricultores que estão há vários anos sem a titulação das propriedades. “Com essa ação, eles terão independência, liberdade e possibilidade de acessarem linhas de crédito para investir e desenvolver suas propriedades e manter suas famílias na área rural.”

Já o licenciamento ambiental, acrescentou a parlamentar paranaense, acelerará a liberação de obras importantes para o desenvolvimento da infraestrutura urbana e rural.

Aline também considera importante avançar nas discussões sobre o uso de defensivos agrícolas. “Com assistência técnica especializada e seguindo as normas, os defensivos evitam pragas e insetos e levam alimento de qualidade à mesa dos brasileiros.”

“Defensivos são remédios das plantas. Ninguém utiliza porque deseja ou para aumentar o custo de produção, mas devido vivermos num país tropical, dependemos desses produtos para colhermos alimentos de qualidade para o mercado interno e externo”, enfatizou.

Produtores rurais

Na avaliação de Aline, os produtores rurais são os melhores protetores da natureza. “Cada propriedade rural preserva entre 20% e 80% de sua área, seguindo o Código Florestal Brasileiro, que é o mais severo e eficiente do mundo. Utilizamos pouco mais de 7% do território nacional e, mesmo assim, o nosso agronegócio alimenta o Brasil e o mundo.”

A presidente da Comissão de Agricultura adiantou ainda que dará prioridade aos projetos de apoio à piscicultura e à criação de novas linhas de crédito, além de debater mecanismos para agilizar os programas de compra de alimentos dos pequenos produtores.

Neste primeiro momento, Aline pretende se dedicar à análise de projetos importantes para o país que ficaram parados na comissão em 2020. Ela quer indicar, em algumas semanas, os relatores para essas propostas, a fim de que possam ser debatidas e votadas na comissão.

“Acredito que podemos avançar muito em nossas pautas prioritárias”, ressaltou a deputada ao programa Painel Eletrônico da Rádio Câmara. Na entrevista, Aline também afirmou que conta com o apoio da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), da qual faz parte, do Ministério da Agricultura, das comissões de Meio Ambiente e de Constituição e Justiça e da presidência da Câmara para celeridades aos trabalhos da comissão em 2021.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: