Ex-ministro Roberto Rodrigues condena desmatamento e invasões de terras

“É insuportável, não se admite em hipótese nenhuma”, afirmou o ex-ministro da Agricultura Roberto Rodrigues, ao referir ao desmatamento, aos incêndios florestais criminosos, notadamente na Amazônia, e às invasões de terras país afora. A manifestação ocorreu durante evento virtual comemorativo aos 61 anos da Associação Brasileira de Criadores de Búfalo (ABCB).

A live também contou com a participação da ministra Tereza Cristina e dos ex-ministros da Agricultura Alysson Paolinelli e Antonio Cabrera. No final do evento, aberto pelo presidente da ABCB, Caio Vinícius Di Helena Rossato, o professor italiano Luigi Zicarelli, da Universidade de Nápoles, faz palestra sobre “O futuro dos búfalos com a mudança climática e as novas exigências do consumidor”.

Para Roberto Rodrigues, o controle do desmatamento e as reformas tributária e administrativa são fundamentais para o país reconquistar a confiança do setor privado e retomar o crescimento. Com isso, pontuou, o Brasil terá condições de elevar em 40% a oferta global de alimentos até 2050, para atender o aumento da demanda decorrente do crescimento da população mundial.

Segurança alimentar mundial

“O Brasil será o campeão mundial de segurança alimentar e da paz”, previu Roberto Rodrigues durante a live, nessa sexta-feira (23). “Sem alimento não há paz. A segurança alimentar tem relação com a estabilidade social e política”, destacou, lembrando que o país tem terra, tecnologia e gente capaz, sobretudo jovens, para trabalhar. Ele também defendeu melhorias na logística para escoar a produção.

Já Paolinelli reforçou a necessidade de o país investir mais na modernização da agro. Segundo ele, o crescimento da produção pode ser alcançado mesmo na área trabalhada atualmente, com tecnologia, ciência, irrigação. Ou seja, o Brasil pode aumentar a produção sem expandir a área. Basta ter mais ganhos de produtividade, o que pode ser impulsionado pela pesquisa e inovação.

Na avaliação do ex-ministro – indicado para o Prêmio Nobel da Paz pela Esalq/USP por sua contribuição para a produção de alimentos, especialmente no Cerrado –, os produtores estão fazendo a sua parte para que o Brasil corresponda à necessidade futura do mundo por alimentos diversos com qualidade e bom preço.

Os participantes do evento declararam apoio à candidatura de Paolinelli ao Nobel da Paz. Uma das manifestações favoráveis à indicação do ex-ministro foi feita pelo 1º vice-presidente da ABCB, João Ghaspar de Almeida.

Palestra

Em sua palestra sobre “O futuro dos búfalos com a mudança climática e as novas exigências do consumidor”, o professor Luigi Zicarelli elogiou a genética bubalina brasileira e a melhora de sua produção leiteira. O país aprendeu “o que é o verdadeiro bem-estar animal”, sublinhou Zicarelli, que está em contato com o Brasil há 30 anos.

No início dos trabalhos, um dos pioneiros da bubalinocultura em São Paulo e no Brasil e segundo presidente da ABCB, Paulo Joaquim Monteiro da Silva, 99 anos, falou sobre a origem dos búfalos e da entidade, por meio de vídeo.

Também em mensagem de vídeo gravada, a ministra Tereza Cristina enfatizou a participação da bubalinocultura no agronegócio brasileiro.

O secretário da Agricultura e Abastecimento de São Paulo, Gustavo Junqueira, igualmente enviou mensagem de congratulações à ABCB.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: